Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIA   DA   CONSCIÊNCIA   NEGRA
20 de Novembro
 

A ocasião é dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A data foi escolhida por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi dos Palmares, em 1695, um dos maiores líderes negro do Brasil que lutou pela libertação do povo contra o sistema escravista.
O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado no Brasil, em 20 de novembro. Foi criado em 2003 como efeméride incluída no calendário escolar.
Abaixo listamos alguns bons exemplos:
Contra a xenofobia... / Usando o faz de conta para falar de racismo.../ Enquetes teatrais discutem racismo no sul da Bahia Professora desenvolvendo Histórias sobre cabelos, ensinam cultura afro.../ professora desenvolve projeto que estuda cultura afro na matemática...
Assim o dia 20 de novembro foi escolhido para respresentar o Dia Nacional da Consciência Negra por conta da importância da figura de Zumbi dos Palmares, na luta e resitência contra a escravidão de povos de origem africana.
Seu propósito principal é estimular na população , uma reflexão sobre a inserção do negro na sociedade, um quadro que ainda se encontra muito distante do ideal. 
Apesar da abolição da escravidão ter ocorrido em 1888, a população negra, ainda enfrenta grandes obstáculos sociais.
Não existe cor de pele, cor de cabelo, vestimenta ou colocação social que defina  caráter. A essência de cada um está no coração.
Zumbi nasceu livre em Palmares, no ano de 1655, mas foi capturado, ainda bebê e entregou a um padre jesuíta . Batizado com o nome de Francisco, ele teve educação cristã e estudou português e latim. Mas não abaandonou as raízes. Com 15 anos, Zumbi voltou ao Quilombo dos Palmares, onde se tornou estrategista militar.
O Quilombo dos Palmares estava localizado na região da Serra da Barriga, que atualmente faz parte do município de União dos Palmares, no estado de Alagoas. Era constituído por quilombolas (escravos fugitivos das fozendas e que, passavam a viver nos quilombos) que tinham saído dos escravos em fazendas das capitanias da Bahia e Pernambuco, Tornou-se símbolo da resistência negra à escraavidão.
Merecidamente nesse contemporâno, que possamos mobilizar sempre, o valor humano e cristão do afrodescendente e sua importância histórica positiva e construtiva, aqui nas terras brasileiras.
As almas têm a cor do seu sentido:
- O que se dá a vida, o que se pede.
- A vida tem a flor do meu sorriso, ela muito mais linda, quanto mais à  flor da pele.
                                   
                                  1454189.jpg
                  (Diverso Universo de Crônicas Roangas)












 
 
 
 
Desconhecido
Enviado por roangas em 20/11/2020
Reeditado em 20/11/2020
Código do texto: T7116318
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
roangas
Porto Ferreira - São Paulo - Brasil, 73 anos
316 textos (74379 leituras)
36 áudios (5966 audições)
8 e-livros (1406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/07/21 02:40)
roangas