Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meus Sentimentos por Você

E a gente se encontrou!
Não sei explicar como aconteceu...
As vezes me pergunto... não sei se eu me perdi naquele sorriso tímido ou se no tom da sua voz .
A única coisa que posso explicar, e com clareza, é que você me conquistou de primeira! Logo ali, no primeiro olhar, nas primeiras palavras, no primeiro sorriso,
As nossas diferenças são inúmeras.
Vai do time que torce à cor preferida.
Temos tantos defeitos...
Eu sou assim meio mandona.
Nós somos totalmente geniosos.
A gente foi se descobrindo, se inventando,
Foi um misto de tudo.
Mãos que se encontravam, bocas que se descobriam, pernas se entrelacavam...
Aquele teu olhar que me despia dos meus medos e sabia exatamente o que estava passando pela minha cabeça e meu coração.
É, acho que foi essa a minha fraqueza a sua maior vitória.
Você sabe ler cada detalhe...
Cada mordida no canto da boca, cada sorriso, cada andar meu...
E eu sou uma tremenda boba.
Aquele homem que as vezes é tão meu menino...
Me protege do frio, do escuro e ri dos meus medos.
Que ri da minha cara irritada, debocha do meu jeito meio grosso de ser .
E é assim, exatamente desse jeitinho, que você me conquista a cada dia que passa e me faz ter a certeza do quanto é bom ter conhecido você...

Bendito seja aquele dia em que nossos olhos se encontraram pela primeira vez...
Seria estranho se eu nao me perdesse neles, se nao sentisse meu coracao pulsar em ritmo de bateria de escola de samba em dias de carnaval.
É bem verdade que preferi desviar o olhar por desacreditar que você estava ali inteirinho pra mim, como um presente enviado do céu, num embrulho vermelho com laço branco.
Afinal, andava acostumada a estar só, mesmo quando acompanhada de alguém-sem-presença, que achei melhor permanecer onde estava com minha pouca coragem.
Entao, olhei pra dentro de mim, pra dentro do meu coração, e ele me disse:
Sua espera termina aqui.
E tive a estranha sensação de ter centenas de borboletinhas arteiras fazendo cócegas em meu estômago.
Naquele instante, quase que automático, meus olhos castanhos foram de encontro aos teus.
E qual foi a surpresa que tive ao notar que estava sendo correspondida.
Bem que tentei conter o riso meio tímido e curto, em vão.
Sem que desse alguma palavra de ordem, percebi todas as janelas da alma se abrindo e uma brisa fresca e perfumada entrando em meu peito, levando embora toda poeira e mofo de uma amarga ilusão.
E fui tomada por um sentimento novo ao perceber que nenhum outro foi capaz de fazer por mim o que você, aquele moço de olhos castanhos fez: libertar-me do medo de ser FELIZ.

Eu poderia escrever muito sobre você, poderia te dizer de como eu gosto do teu jeito, de como teu sorriso me cativa ou sobre os lindos olhos que você tem! Poderia te dizer que seus carinhos são únicos, que com o aconchego dos teus abraços me sinto completamente segura ou de como seus beijos me enlouquecem
Não vou negar que me aperta o peito quando você chega de mansinho, como quem não quer nada, pedindo atenção e querendo carinho. Não sei dizer não, não te acolher e te tratar como a única pessoa no mundo que precisa de alguém. Sinto aquele velho frio na barriga quando ouço seu nome, e o que causa isso senão um sentimento?

O teu abraço, o teu olhar, o teu toque, o teu sorriso, as tuas mãos, o teu colo, o teu aconchego, a tua boca, o teu corpo, a tua doçura, o teu gesto, o teu humor, o teu cabelo, a tua pele, a tua loucura, a tua presença, a tua ausência, a tua teimosia, o teu conforto, a tua força, a tua respiração, a tua atenção,
tudo isso que eu quero em alguém, todos os sonhos que fui vendo crescer dentro de mim, todas as qualidades reunidas numa pessoa só, todo o sentido de humor que me desconcerta, toda a alegria pela vida, todo o entusiasmo pelas pequenas coisas, são as que fazem sentido, as músicas, o sol, as mãos, a lua.. Aquela doçura no olhar, aquele amigo que todos gostavamos de ter e aquele homem sem igual.
És despido de preconceitos, de tabus, de regras e de condições.
Amas porque amas, ajudas porque ajudas, gostas porque só sabes ser assim.
Amas de forma incondicional, e eu...
Eu gosto de você exatamente assim!

Era um sentimento comum,
Era uma pessoa desconhecida, com o pressentimento de ser “a pessoa que eu sempre quis”...
Era uma vontade de resistir, com uma vontade ainda maior de insistir...
Era uma necessidade de rejeitar, com uma necessidade ainda maior de tentar...
Era uma situação até então nunca vivida...
Era uma saudade de alguém que mal conhecia, mas já conhecia há muito tempo...
Era uma vontade de estar junto, um desejo te ter ao lado...
Era uma cumplicidade...uma necessidade... uma realidade...
Era um desejo, acompanhado de medo...
Era algo bom de se sentir e ao mesmo tempo, assustador...
Era um pensamento acompanhado de um sorriso enorme e olhos brilhando...
Foram conversas na internet e muitos minutos ao telefone posso dizer horas, falando sobre vários assuntos com uma intimidade que não se sabia de onde vinha.
Bastou um olhar, um abraço para perceber o quanto a gente se queria.
Bastaram-se alguns minutos para se ter certeza de que daria certo!
Sentimentos tão verdadeiros em um espaço de tempo tão curto...
Situações que vivi (e continuo vivendo) nas quais eu não acreditava...
Verdades que eu sentia , sinto e não sabia (nem sei, ainda) como explicar
Eu quis você! Sempre!! Desde o primeiro instante que te vi....
De certa forma, Deus te colocou no meu caminho.
e Hoje, continuo querendo,
Pra fazer dar certo, comprei briga... arrisquei... desacreditei de coisas que até então eu acreditava... larguei tudo... aprendi a confiar...
Pra fazer dar certo...
E tudo isso que vivemos, é  uma linda, longa e verdadeira história.
A gente  se encontrou para que possamos ficar juntos, possamos crescer e nos tornamos melhores a cada dia.
Somos o equilíbrio um do outro...
Somos o complemento do que faltava...
Somos uma mesma vontade, uma mesma verdade...
Somos eu e você... de uma forma inesperada!!


Lua Linda
Enviado por Lua Linda em 28/12/2011
Código do texto: T3410009

Comentários

Sobre a autora
Lua Linda
Belém - Pará - Brasil, 34 anos
83 textos (6828 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/03/21 22:55)
Lua Linda