Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


BERLIM
Mote
O vento desistiu de seus andares,
Cansou-se e resolveu dormir mais cedo;
As folhas, nem balançavam no arvoredo.
Borboletas... algumas pelos ares.
Miguel Kopstein Russowsky
 
GLOSA
O vento desistiu de seus andares
Na fria noite de nossa chegada.
Empoderada em luz e acenares,
Berlim mostra sua glória renomada.
 
O povo, angustiado, da capital,
Cansou-se e resolveu dormir mais cedo.
Então, a serenidade angelical
Instalou-se na terra de segredo.
 
Com tal beleza, de fato concedo.
Acalmei-me nas ruas sinuosas onde
As folhas, nem balançavam no arvoredo,
Donde a graça berlinense responde.
 
A solidão entre um e seus monumentos
Faz tu, diante à glória, te acovardares
Em meio à escuridão, nos seus lentos ventos,
Borboletas... algumas pelos ares.

 
Lucas Delgado Zeni - 15 anos
Enviado por Ilda Maria Costa Brasil em 31/08/2019
Código do texto: T6734099
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Ilda Maria Costa Brasil
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
1940 textos (105961 leituras)
6 e-livros (1113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/19 02:36)
Ilda Maria Costa Brasil

Site do Escritor