Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


IDEALIZANDO O FIM
MOTE
Morrer por uma tarde assim como esta tarde:
Fim de dia outonal, tristonho e doloroso,
quando o lago adormece, e o vento está repouso,
e a lâmpada do sol no altar do céu não arde.
Alceu Wamosy
 
GLOSA
Morrer por uma tarde assim como esta tarde,
minhas emoções tão abaladas teriam paz,
já que a aflição da despedida, em meu peito, arde.
Como abrandar a dor desse lindo rapaz?!
 
Deixaram-me, mudanças desintegradoras,
Fim de dia outonal, tristonho e doloroso.
As situações de agonia são arrebatadoras, 
penosas, sofridas; fizeram-me choroso.
 
Sinto que a indesejada já preparou o pouso.
Clima tenso é presságio que ocorrerá o fim,
quando o lago adormece, e o vento está repouso.
Todos os dias, rezo para ter um bom fim.
 
Vejo o filme de minha vida em meio a neblina.
Suplico-te, caro leitor, que o salvaguarde.
Em revoada, pássaros, no alto da colina,
e a lâmpada do sol no altar do céu não arde.

 
Ilda Maria Costa Brasil
Enviado por Ilda Maria Costa Brasil em 24/08/2019
Código do texto: T6728073
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Ilda Maria Costa Brasil
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
1935 textos (105767 leituras)
6 e-livros (1113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 07:46)
Ilda Maria Costa Brasil

Site do Escritor