Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ETHIEL AVLIS ENTREVISTA OD LAREMSE E SEUS AMIGOS.
Jornalista: ETHIEL AVLIS
-----------------------------------



Estamos no Ceará, precisamente no interior, numa cidade chamada Crato, localizada no extremo sul do Estado do Ceará, mais ou menos a 500 km de distância de Fortaleza, na divisa com o Estado de Pernambuco, diga-se de passagem, Crato, é uma das cidades com maior riqueza cultural do Ceará.



Viemos direta e especialmente à residência do Poeta OD Laremse M. Peterson, para uma exclusiva entrevista com ele, e mais algumas personalidades.


Começaremos pelo Amin, visto que ele tem algumas coisas a nos contar!


  1. Amin, quem é você, qual é sua relação com o Od, e o Bosco, e o Split?
R: Uma relação de amizade perfeita, como diria, de irmão univitelino. Como se fôssemos a mesma pessoa, mas talvez, como diria, diferentes facetas de traços personalísticos de um mesmo temperamento.
  1. Você é um ser realmente existente, ou você é apenas uma ficção?
R: Perguntinha difícil, Ethiel! Vejamos. Se eu fosse um pensamento de alguém fictício, seria igualmente fictício. Mas se de alguém real, então sou real.
  1. Split, fala-nos um pouco a teu respeito! Gostaríamos de saber sobre você.
R: Que bom, Ethiel. Muito prazer em conhecê-la. O Od sempre fala em você. Mas nunca me deu espaço para que me apresentasse. Sou aposentado de uma estatal como ele. Sou jardineiro por simples hobby. Não me importo se pensam que sou louco quando me veem conversar com plantas. Deixa que digam, que pensem, que falem. Deixa isso pra lá... O importante é que elas sabem que eu me importo com elas e elas retribuem com belas rosas e excelentes frutos.
  1. Split, o que você acha da amizade entre o Od e o Bosco?
R: Acho uma amizade invejável. São primos, mas são mais que irmãos. E são pessoas de bom trato e me fazem sentir como membro da família. Não sei porque, mas não gosto de elogiá-los. É como se estivesse elogiando a mim mesmo, sabe. E não gosto de jogar confetes em mim mesmo.
  1. Acho que começo a entender. Seria algo parecido como a relação entre Chico Anysio e as suas quase duzentas personagens?
R. Mais ou menos. Ou seja, numa proporção bastante minimizada.
  1. Amin, agora conta-nos, quais foram os piores momentos que você passou?
R: Ah, Ethiel! Nem gosto de me lembrar, mas já que pergunta... Há mais de quatro anos venho sofrendo de fraqueza muscular que só vinha agravando a cada dia. A princípio não me importei, mas nos últimos dois anos a coisa foi ficando tenebrosa e comecei a buscar ajuda médica e só fiquei com complexo de bola de ping-pong, como joguete pra lá e pra cá, só tomando paliativo e nada de diagnóstico, e só piorando cada vez mais. E nestas últimas semanas ouvi uma voz interior dizendo: “Põe tua vida em ordem”. Comecei a chorar, pensando que iria morrer, mas depois vi que a Palavra era de vida e não de morte e procurei ajuda médica na capital e descobri o que escava me matando. Era baixíssimo nível de Vitaminas do Complexo B que tão logo comecei a repor, voltei a sentir vida em mim.
  1. E porque você agora é um ex- Amin Nésius e um Amin Eumnésius?
R: Então! O Split é muito brincalhão e de tanto me ver esquecendo até de minha assinatura no Banco ou de minha esposa na Clínica mudou meu sobrenome Eumnésius que significa Boa Memória para Nésius para juntar com o prenome e dar Amnésio. Chateei-me no princípio, mas até já o perdoei.
  1. Há quanto tempo Amin, você conhece o Pr. Bosco Esmeraldo?
R: Desde o dia em que ele me criou.
  1. Amin, sabemos que você é bem achegado ao Pr. Bosco, como ele é pessoalmente em relação a esses problemas de saúde que lhe afligem?
R: Por te assegurar que ele é bem zeloso com sua saúde e só passou o que tem passado porque, infelizmente os profissionais que eles havia procurado, não estavam preparados para cuidar de pacientes fora de suas especialidade. Atualmente eles têm-se especializado tanto em certas áreas específicas que deixam muito a desejar em outras tão triviais. Sou mais os clínicos de antigamente.
  1. O que é sentir-se Bosco, morto em vida? Foi bem terrível essa sua experiência!
R: Talvez uma pedra ou um musgo pudesse responder melhor que eu. É assim que eu me sentia.
  1. Pr. Bosco, o que é colocar segundo a Bíblia, à vida em ordem?
R: Buscar em primeiro lugar o Reino de Deus e a Sua Justiça. As demais coisas lhes serão acrescentadas.


Aqui finalizamos esta entrevista, agradecendo a participação de todos, em especial ao Od, em ter-nos recebido em sua casa.


Grato, Ethiel, por nos honrar com esta entrevista mui bem conduzida.
Alelos Esmeraldinus e Margareth D S Leite e Ethiel Avlis
Enviado por Alelos Esmeraldinus em 07/07/2012
Código do texto: T3765915
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Alelos Esmeraldinus
Gama - Distrito Federal - Brasil, 96 anos
3782 textos (174971 leituras)
212 áudios (14272 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/04/21 15:04)
Alelos Esmeraldinus