Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavra Solta - casa de taipa

Palavra Solta - casa de taipa

*Rangel Alves da Costa


Uma poesia de barro, ou o barro moldurando a humildade, a pobreza,  simplicidade do viver. As casas de taipa ainda são avistadas por todo lugar, principalmente nas regiões mais remotas e empobrecidas. Pensar em casa de taipa é avistar uma casinhola levantada no barro amarrado em cipó. Estende-se ripa, amarra-se cipó, e o barro vai sendo colocado entre os entrelaçados. Barro molhado, visguento, tanto se prende na mão como entre as sustentações. Depois de seca, a argila firma-se até que o menino comece a escavacar pelas beiradas. No barro novo, cheio de sustentação, é até bonito, parecendo aconchegante. Mas sem cimento, pedra, viga de ferro, areia e brita, não tem força suficiente para suportar as chuvaradas, o sol e a ventania. E por isso mesmo envelhece e se fragiliza já com pouco tempo de habitação, ainda que algumas se mantenham ilusoriamente imponentes. Nas distâncias nordestinas, em áreas sertanejas desvalidas de tudo, as casas de taipa são encontradas de passo a passo. Algumas muito antigas, parecendo feitas de barro cimentado, mas nada que suporte uma aproximação para se constatar a deterioração por todo lugar. Raramente vai além de ser apenas uma velha casinhola caindo aos pedaços. A casa de taipa é o mesmo casebre, a mesma tapera. Tudo a mesma coisa. Ou o mesmo nada. Pequena e rústica casa, pobre e tosca, sem conforto ou acomodações dignas para os próprios habitantes. Tantas são avistadas em escombros e com viventes entre os seus restos. Pois lá nas distâncias do mundo há um povo vivendo assim, na desvalia.


Escritor
blograngel-sertao.blogspot.com
Rangel Alves da Costa
Enviado por Rangel Alves da Costa em 25/09/2019
Código do texto: T6753827
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rangel Alves da Costa
Aracaju - Sergipe - Brasil, 56 anos
10264 textos (304823 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/19 02:42)
Rangel Alves da Costa