Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavra Solta – entre dois

Palavra Solta – entre dois

*Rangel Alves da Costa


O amor é poeta, os enamorados são poesia. Não que os apaixonados sejam poetas ou que um se inspire no outro para versos de amor, mas a união ou o relacionamento entre os dois se afeiçoando ao mais belo poema, pois há poesia que só se escreve a dois, como inspiração e como desejo. Há poesia que só se escreve a dois por ser o amor verdadeiro, forte, pujante, cativante e tão enobrecedor que somente um jamais seria capaz de dar vida a uma só linha, verso ou estrofe de qualquer poema. Cada linha – como num destino – depende do outro para ser escrita. Há poesia que só se escreve a dois porque o contexto unindo os dois é de real e verdadeira poesia. Como numa moldura, basta que se aviste o retrato para logo se imaginar que ali existam pessoas que se amam e que são comprometidas com o além do meramente fotografado. Há poesia que só se escreve a dois. Por que o amor só se ama a dois. Por que a felicidade só é compartilhada a dois. Por que a vida em dois não se compraz em ser apenas em um. Por que em dois há a soma e na divisão ainda resta o somado para ser mais amado. Há poesia que só se escreve a dois. Um lábio só não beija outro lábio. Um corpo só não abraça outro corpo. Um olhar de mar não navega sem outro olhar chamando a navegar. Um desejo num só não é capaz de se transformar naquilo que só pode ser feito a dois. Um amor sozinho é um amor sozinho, mas o amor em dois é um amor amado.


Escritor
blograngel-sertao.blogspot.com
Rangel Alves da Costa
Enviado por Rangel Alves da Costa em 14/09/2019
Código do texto: T6745153
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Rangel Alves da Costa
Aracaju - Sergipe - Brasil, 57 anos
10696 textos (360942 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/07/20 06:32)
Rangel Alves da Costa