Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
UM GATO PRETO



Eu não sei, mas algo me diz que sou um gato preto porque as pessoas tem medo de mim e isso às vezes me assusta. Tanta superstição que fiquei supersticioso. Tanto que sou o primeiro a correr quando aparece alguém.  Mas um belo dia, uma loura me pegou de jeito em cima do muro apreciando a rua e a tarde. Ela ia pela calçada tão tranquila, mas quando me viu parou com os olhos iluminados e um sorriso aberto que nunca vi igual.



Acho até que foi isso que me prendeu ali em cima do muro: aquele olhar; aquele sorriso. Ela não teve medo de mim. Fiquei olhando para ela e também não tive medo. Mas me senti meio tímido, confesso. Quis correr, mas a loura me dirigiu uma palavra tão doce que fiquei quieto até mesmo quando pegou um aparelho e apontou para mim. Assustei-me, mas fiquei ali paralisado diante dos flashes que saiam do tal aparelho. Não entendi nada, mas percebi que isso a deixava extremamente feliz e eu continuava vivo.



Confesso que fui ficando meio sem jeito e só conseguia mexer a cabeça e com isso, a loura que faturou com minhas poses, porque sorria aquele sorriso tão aberto que me enchia de prazer. Era a primeira pessoa que não corria de mim. Que não tinha medo de meus pelos negros e meus olhos reluzentes que para muitos é uma maldição. 



Finalmente  a loura me agradeceu e eu finalmente pude sair de minha posição que já estava me incomodando. Sai pulando muro afora até ficar a salvo no telhado. O sol já descambava. De minha suposta segurança ainda pude ver que a loura ainda me olhava com aqueles olhos embevecidos e ainda disparou mais um flash pra cima de mim. Vai entender...

 
IMAGENS: clicadas por mim em 20 de junho de 2018 quando cheguei do trabalho e ia no supermercado na rua de baixo comprar alguma coisa. O personagem das fotos é um lindo gato preto que vive na vizinhança de onde moro. É um gato de rua, acho, e desconfio que dormia no tapete de minha garagem e às vezes debaixo de meu pé de couve em um vaso. Mas nesse dia o peguei de jeito em um ensaio fotográfico kkk. Nunca mais o vi o lindo gato preto. Acho que traumatizou comigo. Tadinho. Kkk 
 


Sonia de Fátima Machado Silva
Enviado por Sonia de Fátima Machado Silva em 07/10/2018
Código do texto: T6469852
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Sonia de Fátima Machado Silva
Coromandel - Minas Gerais - Brasil, 56 anos
1301 textos (56082 leituras)
13 áudios (654 audições)
2 e-livros (139 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/08/20 14:27)
Sonia de Fátima Machado Silva

Site do Escritor