Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
POETA AMADOR
 
Sou poeta amador
Nasci sem berço de ouro
A família é minha base
É o meu maior tesouro
Não sou de causar intriga
Corro a mil léguas de briga
Jamais me meti em tretas
Minha arma é o meu sorriso
O meu maior paraíso
É andar por entre as letras.
 
Pois quando estou escrevendo
É como um êxtase total
Sou pássaro alcançando as nuvens
Liberdade magistral
Perco todos os meus medos
Conto a vida sem segredo
Só das letras eu sou refém
Só desperto com um beijo
Atiçando meus desejos
Desejos que a vida tem.
 
Escrever é como um rio
Água mansa e correnteza
Ás vezes fico à deriva
Nos braços da natureza
A solidão me acalma
Sinto um tomar da alma
Sou vagalume que vagueia
Mesmo expressando dor
Escrever é um grande amor
Estrela que me clareia.
 
Tento escrever com carinho
Ao meu amigo leitor
Se escrevo coisas fortes
Mas é feito com amor
Se você é um que ler
Venho a ti agradecer
Que grande felicidade
Para ler os meus escritos
Que não é nada bonito
É amigo de verdade.
 
JOEL MARINHO
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Joel Marinho
Enviado por Joel Marinho em 26/07/2019
Código do texto: T6705476
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joel Marinho). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joel Marinho
Manaus - Amazonas - Brasil, 44 anos
713 textos (8631 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/19 03:58)
Joel Marinho

Site do Escritor