Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FAMÍLIA É PLANO DE DEUS

       01
Família é plano de Deus
De tão grande sapiência
Nascido do seu querer
Supremo Rei da ciência
Essência da Criação
E obra da perfeição
Do plano da existência.
       02
Deus fez com grande excelência
A obra da criação
Criando o céu e a terra
Logo de primeira mão
Dizendo assim haja luz
E logo a luz se produz
Nessa palavra de ação.
03
Separou da escuridão
A luz e chamou o dia
Na mesma concepção
Chamou trevas a noite fria
E fez-se tarde e manhã
Dessa obra tão louçã
Se foi o primeiro dia.
04
Na sua sabedoria
Viu Deus que isso era bom
Separou o céu da terra
E disse em alto e bom tom
Assim seja dessa vez
O segundo dia se fez
Conforme seu grande dom.
05
Com força de megaton
Criou relva e árvore frondosa
Que desse fruto e semente
Florando a terra formosa
Formou um grande jardim
No terceiro dia assim
Estava a terra preciosa.
06
Prosseguiu Deus nessa prosa
Luminares hajam mais
Em toda expansão dos céus
Pro dia noite e sinais
Pra tempos dias e anos
Tarde e manhã nestes planos
O quarto dia se faz.
07
Nas águas os répteis tais
Voem as aves sobre o céu
Criou peixes e baleias
Cada espécie em seu papel
Disse Deus nesse seu dom
Crescei e deem fruto bom
No quinto dia fiel.
       08
E para erguer o troféu
Disse Deus com alegria
Façamos agora o homem
Nossa semelhança pia
Domine os peixes do mar
Aves do céu a voar
E na terra à soberania.
       09
Esse foi o sexto dia
Quando o homem Deus criou
Sua imagem e semelhança
Conforme determinou
Criou homem e mulher
Na sua obra mister
Conforme assim planejou.
10
Depois assim ordenou
Crescei e multiplicai
Enchei a terra expansiva
Sujeitai-a e dominai
Peixes aves e animal
E o que se move afinal
E a tudo nomeai.
11
Deus ainda disse mais
Dei a erva pra semente
Árvore frondosa pra fruto
E todo animal vivente
Será para o mantimento
Pra uso e pra alimento
De forma conveniente.
12
No plano preeminente
Deus disse assim não é bom
Que o homem esteja só
Lhe farei no mesmo tom
Uma ajudadora idônea
Para tirar sua insônia
Vibrou a voz nesse som.
13
Tomando o barro marrom
O Senhor criou Adão
Depois soprou nas narinas
Espírito vida e unção
E lhe trouxe os animais
As aves e outros mais
E lhe fez a concessão.
14
Apresentou pra Adão
Cada ser que foi criado
Adão chamou um a um
Cada um foi nomeado
E toda alma vivente
Recebeu nome decente
Pra cada espécie criada.
       15
E depois dessa escalada
Deus olha com mais cautela
Deus dá um sono profundo
Para Adão e não protela
E sem cortar nem ferir
E sem usar bisturi
Lhe retira uma costela.
16
Depois ali encastela
Fechando o lugar na ora
E com santa habilidade
Lhe fez uma ajudadora
E nesse procedimento
Pensou Deus por um momento
Nós findamos a obra agora.
       17
Desperta Adão nessa aurora
Deus lhe apresenta a mulher
Ele diz com alegria
Da minha carne esta é
Também osso do meu osso
Lhe saudou sem alvoroço
E com carinho é mister.
18
Eva disse o meu amado
Ao belo jardim desceu
Colher bálsamos nos canteiros
Dos lírios que floresceu
Entre nós não há pecado
Pois eu sou do meu amado
E o meu amado é meu.
19
Adão diz perante Deus
Formosa és meu amor
Desvia o teu olhar
Porque porque é dominador
Teu cabelo é tal rebanho
Das cabras após o banho
Em Gileade derredor.
       20
Num clima cortejador
Seguiam os dois lado a lado
Vivendo ali desfrutando
De tudo o que foi criado
Na vida feliz assim
Toda tarde no jardim
Deus vinha andar do seu lado.

Thiago Alves – 21-11-2016

A Arte de Thiago Alves
Enviado por A Arte de Thiago Alves em 06/04/2017
Código do texto: T5963582
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
A Arte de Thiago Alves
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 59 anos
182 textos (13635 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 23:27)
A Arte de Thiago Alves