Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apoteose ígnea

Adiante, sempre adiante. Lá do alto se vê o vislumbre. Estava na metade da colina, duas horas subindo. Galhos secos por vezes cortaram seu braço e rasgaram sua calça. A luz intensificava cada vez que se aproximava. Agora já faltava pouco. Perto do pico sentiu uma energia nunca antes sentida. Não sabia reagir a ela. Tremia todo o corpo, espasmos dos pés à cabeça. Uma fria sudorese lhe atingia. Travou.

- E agora? - voz fraca e falha.

Sentiu um empurrão. O impulso lhe tirou daquela prisão de possibilidades. Aquele vento encorajou-o. Retomou a consciência e a ambição. Seguiu. Lá no alto a chama era tão forte que parecia estar lá dentro. Era o prelúdio. Despiu-se e fez o que devia.

No outro dia ressurgiu. O corpo evoluído, livre das cinzas, recomposto.

Enfim, divino.

[miniconto]
Rodrigo da Portela
Enviado por Rodrigo da Portela em 25/02/2021
Código do texto: T7193189
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Rodrigo da Portela
Fortaleza - Ceará - Brasil
969 textos (10394 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/04/21 20:14)
Rodrigo da Portela