Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os vermes

"Deixe que a dor flua,que o medo doa,que os membros gangrenem só então virá a redenção"

A cabana era suja,o cheiro era repugnante.As paredes cobertas de limo verde contavam historias de manchas mais escuras,de liquidos mais vivos que água.
Sarah balançou a cabeça e olhou para o relogio da sala de aula iluminada.Os ponteiros pareciam tão lentos...Tão distantes.Sarah fechou os olhos.
As goteiras se espalhavam pelo teto deixando o ambiente com aparencia enevoada de mofo,no centro daquela coisa que um dia fora habitada havia uma mesa com quatro cadeiras,no canto,proximo a uma parede com infiltração uma cama e do outro lado,presos a madeira podre,grilhões de ferro corroídos pelo tempo.
Sarah abriu os olhos assustada,uma lágrima solitaria correu pelo lado de seu rosto,perto do quadro negro a professora continuava a explicar,Sarah murmurou para si mesma "esta tudo bem".Começou a desenhar no caderno,os traços eram firmes...
Abaixo dos grilhões haviam ossos que os ratos roiam,na cabana só restaram os ratos.Os ratos e os vermes dos mortos.Pois entre as rachaduras do chão,na junção das tábuas,nas frestas das paredes haviam vermes,muitos deles.Era deles o trabalho de limpar o imperceptivel,era deles o trabalho de apagar as provas menores.
Sarah olhou para frente e viu junto ao quadro negro sua primeira vitima.Um menino,não devia ter mais que 13 anos,ele lhe jogara uma pedra e o sangue a deixou cega de ódio.Ele gritou por 4 horas enquanto ela lhe arrancava a pele com estilete.Sarah mal se lembrava do rosto dele,nem poderia ver agora ja que o rosto dele era dos vermes,aquelas criaturas eram como a pele do menino que sorria tristemente junto ao quadro negro.
Sarah viu o menino andar até sua carteira,logo os outros se juntaram a ele.Alguns com membros decepados,outros de garganta cortada,uns queimados,outros com marcas de afogamento.Todos cobertos de vermes,bichos que lhes cobriam o corpo,saiam das narinas,dos ouvidos,lhes saltavam dos olhos.
O menino parou para vomitar em frente a Sarah,de sua boca so sairam vermes e uma gosma branca.Sarah sentiu que ia desmaiar quando as dezenas de mãos frias tocaram seu corpo...Eles queriam lhe apresentar os vermes...Queriam que ela voltasse a cabana,que lhes fizesse companhia...Sarah se debatia enquanto as mãos a seguravam...Não iam levá-la,não podiam!Não!
                                        ***
INTERNADA FAMOSA CARTUNISTA

A cartunista,Sarah Bell Oshino,foi hoje levada as pressas para o hospital após ter uma crise convulsiva na escola de bellas artes ...
Seu estado é crítico,mesmo em coma e respirando por aparelhos ela ainda repete seguidamente as palavras..."Os vermes,me apodrecendo,os vermes"
A causa da crise ainda é desconhecida...
Tinkerhell
Enviado por Tinkerhell em 19/08/2008
Código do texto: T1135848

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tinkerhell
Maringá - Paraná - Brasil, 29 anos
150 textos (45012 leituras)
1 áudios (295 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/19 10:51)
Tinkerhell