Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O elevador

Daniel atravessou o saguão do luxuoso hotel furioso.Nem via as pessoas ao seu redor de tanta raiva que sentia,nem sentia os próprios pés se moverem.Apertou o botão do elevador impaciente,apertou de novo e de novo.Ao seu lado parou uma mulher vestida de forma cafona que lhe disse.
- Bom dia...
"Bom dia pra quem sua crente do inferno?!" ele pensou,mas só o que saiu de sua boca foi um leve resmungo de insatisfação.Apertou novamente o botão do elevador,mais uma vez,ia apertar a terceira mas a mulher colocou a mão na frente dizendo.
- Isso não o fará chegar mais rápido...
Daniel pensou em mandá-la ir dar aquele orificio no qual com certeza ela nunca fora tocada,mas se calou dando um sorriso falso e forçado.
O elevador finalmente chegou,Daniel se adiantou mas a mulher passou na sua frente falando.
- Damas primeiro...
A cada minuto Daniel odiava mais aquela desgraçada.Não bastava seu dia ter sido estressante?Não bastava ter sido demitido?Não bastava o motivo de ter vindo ao hotel?Aquela mal comida infernal ainda tinha que torrar a pouca paciencia que lhe restava?!Daniel cerrou os punhos com força,uma música começara,daquelas que sempre tocam nos elevadores de hotel.Daniel odiava aquelas musicas,sua mulher que gostava,sempre as acompanhava cantarolando baixo,aquela piranha vadia.Talvez não fosse privilegio dela gostar ja que a mulher ao seu lado também estava cantando baixo a música odiosa,com toda a paciência Daniel pediu.
- Pode parar com isso senhora?
Com um sorriso absolutamente falso ela respondeu.
- Ah querido é Chopin...Não se pode ficar calada com Chopin...
Os minutos passavam,o elevador parecia não chegar nunca,Daniel não sabia mais o que fazer,nem o que mais odiar,se aquela musica irritante ou a mulher mais irritante ainda.De súbito o elevador parou,estavam presos.A mulher começou a chorar e dizer repetitivamente.
- Deus vai nos salvar,Deus vai nos salvar...
Daniel ainda suportava resignadamente até que ela começou a cantar uma música de igreja.
- Já chega!Sua vaca maluca!Cala essa boca imunda!
A mulher se encostou numa dar paredes chorando.Daniel lhe deu um soco e mais outro e mais outro.A mulher resmungou meio sem folego.
- Deus vai me salvar!
- Deus?Que Deus?Ele não existe!E mesmo se existisse,ele não salva ninguém! - Daniel disse lhe dando um chute forte no rosto,a mulher guinchou,Daniel sacou a arma e disse. - Ora vá tomar no - Atirou explodindo a cabeça da mulher.O elevador voltou a funcionar,Daniel se encostou no lado oposto a mulher e riu.
Ainda ria quando o elevador parou e ele saiu.As pessoas que esperavam o elevador gritaram horrorizadas mas Daniel não as via.Foi direto a um dos quartos,chutou a porta abrindo-a e viu.
Sua mulher e seu chefe na cama.Sim a vadia e o filho da puta,por meses ele se forçara a não acreditar mas agora via com os proprios olhos.Ela gritou e ele falou algum palavrão,foram suas ultimas palavras.Daniel atirou sem piedade,um tiro em cada cabeça,dois para o chefe...Os seguranças chegaram,Daniel suspirou e disse sarcastico.
- Lindo não? - Depois correu e se jogou pela janela.
Mais um dia normal...
Tinkerhell
Enviado por Tinkerhell em 18/07/2008
Código do texto: T1086840

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tinkerhell
Maringá - Paraná - Brasil, 29 anos
150 textos (45013 leituras)
1 áudios (295 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/19 14:38)
Tinkerhell