Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Terrível Engano •

                 
      Numa casa humilde de um pequeno vilarejo, Benjamim, um garoto tímido de 13 anos de cabelos pretos e enrolados, vivia com sua mãe Aparecida. Ela, uma mulher com aparência triste e cansada, era casada com Humberto há quase 20 anos, homem bruto, já na meia idade e careca, dono de um ferro velho daquela pacata região.
                   
      Benjamim nunca se deu bem com ele por ter certeza de que o mesmo agredia sua mãe. Mas o que aquele tímido e magricelo menino poderia fazer para impedir isso? Acabou crescendo com essa terrível angústia no coração, sem saber o que fazer.
                   
      No fatídico dia em que Benjamim teve certeza das suas desconfianças, ao presenciar Aparecida levando tapas de Humberto que fizeram escorrer sangue do rosto de sua pobre mãe, o garoto correu até a vizinha para pedir ajuda.
                   
      Com mais pessoas tomando conhecimento da tristeza da vida daquela mãe e seu filho, o caso foi parar na polícia e Humberto acabou sendo condenado a 8 anos de prisão, não só pela agressão, mas por irregularidades nos negócios feitos em seu ferro velho que vieram a tona no mesmo momento.
                   
      Passaram-se 5 anos. Benjamim agora tem 18. Mesmo sendo assombrado pelos traumas do passado, agora vivia muito bem apenas com sua mãe e iniciara há poucos dias a faculdade de seus sonhos. Aparecida também mudou bastante. Já não tinha o mesmo olhar triste de anos atrás e seu trabalho como costureira estava garantindo um bom dinheiro. Além disso, começou a se encontrar com Airton,  um bom moço da redondeza. Claro que fazia isso escondida de seu filho. Imaginava que Airton pudesse fazê-lo relembrar de Humberto. Mas Aparecida sabia, que aquele homem, sem nenhum fio de cabelo, assim como seu ex, era uma pessoa de bom coração.

      Como a justiça no país de alguma forma sempre falha, Humberto foi libertado antes de cumprir toda pena. Durante 5 anos detido, seu ódio aumentava a cada dia, e ele não tinha nenhuma intenção de engolir esse sentimento.

      Benjamim sentiu um aperto no peito ao saber da notícia. Toda aquela angústia que o assombrava há anos atrás voltou com toda força, trazendo junto o medo e muito raiva.
            - Aquele desgraçado não vai mais infernizar nossa vida mãe, eu vou dar um jeito nisso. - determinado, Benjamim andava de um lado pro outro, pensando alguma forma de se livrar de Humberto, enquanto Aparecida permanecia sentada, atônita após saber da desagradável notícia.
            - Como assim? O que você vai fazer filho?
            - Eu ainda não sei, mas vou resolver! Ele não vai encostar nenhum dedo na senhora. Nunca mais!

      O diálogo foi interrompido por violentas batidas na porta...

(Continua)








- Independente de qual seja sua opinião a respeito do meu texto, me deixaria muito feliz o registro de sua crítica logo abaixo nos comentários. -
Estranha Mente
Enviado por Estranha Mente em 09/05/2019
Código do texto: T6642759
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Estranha Mente
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 21 anos
24 textos (830 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/19 20:49)
Estranha Mente