Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um distúrbio na Força

Claest Mumdur ergueu os olhos do copo de leite azul de bantha, ao ouvir um grunhido do mestre jedi Tarja Durgen, sentado ao seu lado. O jedi havia abaixado a cabeça e a segurava entre as mãos, cotovelos apoiados no balcão da cantina onde haviam parado para fazer um lanche antes de prosseguir viagem, rumo às Regiões Desconhecidas da galáxia.

- O que foi, mestre? - Perguntou preocupado o dalokiano, pousando o copo sobre o plástico preto do balcão.

- Estou sentindo uma grande perturbação... - murmurou o jedi, olhos semicerrados.

- O senhor exagerou no leite de bantha novamente, mestre - sentenciou Mumdur. - Devíamos ter verificado antes se realmente possui intolerância à lactose...

- A perturbação não é no meu estômago - retrucou Durgen, olhos fechados. - Estou me referindo à Força. Por um instante, foi como se milhões de vozes gritassem em terror, e depois...

- Calaram-se para sempre, mestre? - Indagou Mumdur, apreensivo.

- Não. Perceberam que haviam feito algo extremamente errado, e não tinham como consertar - Durgen aprumou o corpo e abriu os olhos. Virou-se para o dalokiano.

- Precisamos continuar nossa busca. Esse distúrbio veio de um lugar dentro das Regiões Desconhecidas.

- Tem as coordenadas, mestre? - Questionou Mumdur, fazendo um sinal para o estalajadeiro, que jogava copos de plástico usados num reciclador.

- Temos a Força para nos guiar - replicou o jedi, atirando dois créditos de cobre sobre o balcão.

* * *

- Mestre, não sou ninguém para questionar a Força, mas sem coordenadas precisas, corremos o risco de emergir do hiperespaço dentro de um sol - advertiu Mumdur, enquanto cruzavam a atmosfera do planeta Gommar rumo ao espaço sideral. Ao seu lado, na cabine de comando do cruzador dalokiano "Bloctha Sey", o mestre jedi sacudiu a cabeça em sinal de incredulidade.

- Quantas vezes eu errei o caminho, desde que está ao meu serviço, Mumdur? - Questionou.

- Nunca, mestre - admitiu embaraçado o dalokiano. - Mas para onde estamos indo, acontece todo tipo de coisa estranha... é provável que as leis da física se comportem de modo diferente na orla da galáxia.

- A Força transcende as leis da física - assegurou o jedi. - Ademais, agora sei perfeitamente de onde veio a perturbação que senti.

Apertou alguns botões no console à sua frente e uma tela acendeu-se no painel. Nela, Mumdur viu um planeta azul e branco, em meio a nuvens de gás luminoso.

- Este é o mítico mundo de Alikar, que segundo algumas lendas, ficaria bem no coração da nebulosa de Hanwin - apontou o jedi. - Consta que Alikar caiu num lapso temporal há milênios, depois que decidiu eleger um governante planetário pela primeira vez; no momento em que o mandatário leu o seu discurso de posse, os alikarianos perceberam a besteira que haviam feito, provocando uma reação em cadeia tão terrível, que reverbera até hoje pelo espaço-tempo. Com isso, consegui determinar com precisão as coordenadas, num formato que o computador de navegação poderá utilizar.

- Mas se isso aconteceu há milênios, por que é tão importante ir à Alikar agora, mestre? - Questionou Mumdur.

O jedi cruzou os braços, expressão absorta na vastidão do espaço que se descortinava à frente da astronave. Finalmente, respondeu:

- É que um poder obscuro adentrou o lapso temporal de Alikar... e parece querer dirigir este mal contra a própria galáxia em que vivemos. Precisamos chegar lá, antes que seja demasiado tarde!

[Continua]

- [30-09-2019]
Alex Raymundo
Enviado por Alex Raymundo em 30/09/2019
Código do texto: T6758075
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Texto original do site http://recantodasletras.com.br/autores/raymundo.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alex Raymundo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 57 anos
1623 textos (88531 leituras)
1 áudios (35 audições)
1 e-livros (15 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/11/19 01:15)
Alex Raymundo