Uma leitora aleatória

Ayla faz o que poucas pessoas fazem ou teriam coragem de fazer. Como que do nada, ela diz que vai ali simplesmente. Então, pega um ônibus para um destino aleatório. E faz o que tanto gosta de fazer: ler no ônibus.

Certo dia, ela chegou de um desses passeios aleatórios. E quando a mãe questionou, Ayla disse:

— Estava no shopping.

— Com que dinheiro? — indagou a mãe.

Seja lá o que a filha respondeu, e seja lá aonde essa conversa vai dar, já sabemos que, qualquer dia desses, podemos encontrar uma Ayla por aí, passeando aleatoriamente, enquanto se dá a ler. E essa Ayla pode ser você.

Danilo Bittencourt
Enviado por Danilo Bittencourt em 25/11/2021
Reeditado em 30/11/2021
Código do texto: T7393421
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.