Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Imortal sem causa - Parte 10

O cigarro reluzia dentro da escura noite que crescia ao redor de Caim e Lara. Caim caminhava rapidamente com Lara quase a correr atrás dele.
- Onde vamos? Lara perguntou segurando o ombro de Caim o fazendo parar e virar-se para ela.
- Precisamos de alguma pista do que o seu pai quer. Se ele já sabia onde você estava, por que me chamar? Ha algo que não me cheira bem nessa historia e eu conheço a pessoa certa que vai nos ajudar;
A porta da pequena loja espremida entre dois enormes prédios se abriu revelando um interior cheio de ervas penduradas e balcões de vidro com vários recipientes, em alguns deles podia-se ver criaturas quase que como a observar os recentes visitantes do local.
- Papa! Apareça seu desgraçado.
- Ora, ora, ora. Um enorme negro com olhos profundos saiu vindo da porta dos fundos, devia ter mais de um metro e oitenta de altura, e teve que se abaixar para passar pela soleira da pequena porta. – O que o traz a minha loja seu imortal maldito, disse o negro cuspindo no chão com o olhar de raiva em direção a Caim, mas, logo que viu a mulher ao lado dele, soltou um enorme sorriso, seus dentes eram brancos como marfim e se destacavam na leve escuridão que o envolvia, como algum tipo de gato de chesirre.
Caim estalou os dedos diante do rosto do homem o fazendo voltar o olhar furioso para ele. - Eu quero informações, há alguma coisa rolando entre os príncipes infernais, e você é uma das poucas pessoas que eu conheço que consegue todo o tipo de merda do inferno.
- É um ramo falido meu amigo, foi o tempo em que eu podia me permitir soltar informações, principalmente para qualquer um, os olhos do homem sorriam dando a perceber suas intenções sórdidas.
Caim virou-se, pegou Lara pelo braço e caminhando sem se virar para trás arrastou-a ate quase a porta quando ouviu um murmúrio.
“Eles o observam, o imortal pode estar próximo do fim, ele é a chave, e com ele o portal se abre”
- O que você disse? Caim virou rapidamente, mas não mais viu o negro, havia somente Caim e Lara na loja, nada mais alem do vazio lugar macabro, eles foram então embora antes de algo mais dar errado.
Abimaleh Green
Enviado por Abimaleh Green em 18/12/2019
Código do texto: T6821926
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Abimaleh Green
Itapecuru Mirim - Maranhão - Brasil, 28 anos
63 textos (408 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/20 00:43)
Abimaleh Green