Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONSULTA AGENDADA II

Ainda no hospital,
estou me sentindo grudento,
parece até que as bactérias
Irão me comer por dentro.
E não tem jeito... não tem solução!
É um aglomerado de gente
Que a toda momento se trombam,
tanto faz se estou lá fora,
tanto faz, se aqui dentro.
Pois, tudo o que vejo... são bactérias...
Por toda parte que vejo
que até acho que isso é trauma!

E como o dia tende a ser longo,
na consulta em que consulto,
minha esposa, prevenida,
ouso trazer-nos comida
para a gente cuidar da fome
e não se atrever a comprar
num restaurante hospitalar.

Mesmo assim, me abstive de comer,
depois de comprovar,
que em todo lugar
Mora um vírus,
um esporo,
um fungo...
Uma bactéria
que espera ser engolida.
Uma não, zilhões!

E olha que sou "durão"...
nem a morte me intimida.
Mas, bactérias...
Me dá errépios por todo corpo.
Primeiro, por não notar por onde me entram.

No corredor, macas e macas se trombam
e trombam nas tabuletas de aviso:
"Cuidado, piso molhado"!
Gente com suas dores
seu suores...seus odores
suas doenças escondidas
e... bactérias
pairando por sobre elas,
se espalhando no ar
tentando comer a vida

E eu, no corredor, junto a eles,
que acho até já ser loucura!

Três vezes, tentei comer,
três vezes, eu nem tentei.
Pois quando no lanche peguei,
adivinha o que olhei?
Pois é!
Por toda parte:

Na torta,
no suco,
e até na batata...
Não deu!

Não vejo a hora de ir embora
e me trancar no chuveiro,
tamanho meu desespero.
Para ver se vai pelo ralo,
parte da minha pele,
parte do meu cabelo...
Parte de qualquer parte...
Que sobre apenas eu, no banheiro,
sem sequer um hospedeiro,
que veio do hospital.

Porém, se um dia eu precisar me internar
seja em qualquer lugar...
Com esse meu cativeiro,
sei que irão me salvar
mesmo com meu desespero.

Mas, sobrevivendo...

Com as bactérias me salvando
e me comendo,
parte de mim vai gritando...
e outra parte, morrendo.


lobo do cerrado
Enviado por lobo do cerrado em 17/10/2019
Reeditado em 17/10/2019
Código do texto: T6771788
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
lobo do cerrado
São Luís - Maranhão - Brasil, 60 anos
257 textos (5324 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/11/19 19:04)
lobo do cerrado