Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MISTÉRIO DA FLORESTA

Há muitos e muitos anos, dizem que um garoto resolveu estrar na floresta para descobri os mistérios que haviam por lá, pois não acreditava em tudo que o povo falava.
Ao passar pela cerca deparou - se com pássaros  que cantavam alertando os perigos que rondavam aquele lugar.
O garoto sorriu para os atrevidos passarinhos dizendo que era forte para enfrentar os desafios e que nada o faria de desistir.
O garoto só não sabia que coisas estranhas começariam a acontecer, logo o corpo começou a se coçar com o ataque de carrapatos que subiam por suas pernas, sem falar das enormes formigas com suas garras afiadas que avançavam em sua direção. O garoto pensava- Não vou desistir. Queria provar a todos a sua coragem e continuou pela floresta quando abelhas gigantes lançaram-se em sua direção fazendo com que se jogasse nas águas do rio que por pouco não lhe arrastou correnteza abaixo.
Quando do meio do rio avistou na margem  árvores retorcidas, com cuidado conseguiu se segurar em uma raiz e sair da água, resolveu seguir um caminho quando ouviu um urro tão alto obrigando-o a se esconder, foi quando viu uma onça pintada se dirigindo tranquila para o rio. Com certeza vai beber água e nem vai olhar para um garoto magrelo assim perdido no meio da floresta- Pensou o garoto sem parar de tremer. Foi quando a onça parou olhou com aqueles olhos de poucos amigos, sem esperar que ela chegasse mais perto colocou sebo na s canelas e subiu na primeira árvore que encontrou sem perceber que o tronco tinha espinhos  espetando suas mãos pernas e pés.
Nem sentiu dor tamanho era o pavor, a onça não saia do lugar, o garoto por ali ficou, ao cair da tarde quando a onça cansada de esperar a sua presa que seria ele, saiu de cabeça baixa. Quando se certificou de que não existia perigo se preparou para descer quando viu uma cobra com olhos por todas as partes  pronta para subir na árvore e com certeza lhe atacar.
Era com certeza a maior de todas as cobras, ele deve se alimentar de animais vivos e ele seria a sua presa fácil ali naquela árvore. Pensou se ficar aqui parado não corro risco e assim fez nem ao menos respirava ou batia os olhos. Quando a cobra desistiu e se afastou o garoto desceu saindo em disparada. Subitamente todos os animais começaram a correr dentro da floresta como se avisasse para fugir dos perigos piores que iria lhe acontecer.
O garoto desnorteado ficou dois dias perdido no meio da floresta sem encontrar o caminho de volta. Enfim chegou em casa todo arranhado a roupa rasgada, não falava coisa com coisa e até hoje vive sem saber  explicar o que aconteceu, parecia que a sua memória foi apagada e os mistérios daquela floresta continuaria intocáveis.


Autoria- Irá Rodrigues
Diretora Internacional da divisão de Literatura Infanto-juvenil
irá rodrigues
Enviado por irá rodrigues em 25/04/2019
Código do texto: T6632012
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
irá rodrigues
Santo Estevão - Bahia - Brasil
4132 textos (75958 leituras)
21 e-livros (677 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/19 03:36)
irá rodrigues