Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Admiração noturna

Eu estava um absurdo.
Eu estava mudo.
Eu estava surdo...
Quando ela veio, varejando as portas do castelo, os cabelos cheios de poeira e em pé, a pele roxa, os lábios vermelhos levemente pálidos e entrecortados, tomei-a imediatamente em meus braços.
Ela rasgou minha manga de veludo negro e murmurou como uma selvagem:
"estou morta! Acabei de sair do teu túmulo!"
Drácula Rumanesk
Enviado por Drácula Rumanesk em 12/11/2016
Código do texto: T5820953
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Drácula Rumanesk
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 48 anos
28 textos (840 leituras)
5 e-livros (113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/01/20 23:10)
Drácula Rumanesk