Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A bela do ônibus

" Ele espera ansioso pelo dia do plantão no trabalho. Sabe que a verá, ou ao menos torce por isso , naquele ônibus quase sempre lotado ,que o leva , enquanto outros voltam para seus lares. Com o passar do tempo ,alguns dos rostos se tornaram familiares , não tão estranhos como outrora.Todos viajam distraídos com suas vidas ,sonhos e projetos ,ou simplesmente refletem sobre o dia que passou . Porém apenas um desses rostos lhe interessa ,só um dentre tantos ele procura : o daquela bela mulher de cabelos louros ,aquele ser gracioso e sedutor que sempre senta ao fundo ,e tanto o encanta , intriga e não sai dos seus pensamentos. Mas por enquanto ,ela é apenas um rosto sem nome , lamenta ele.Como se chamaria essa belíssima criatura que tanto o seduz e rouba sua atenção? Talvez ele seja tímido demais para descobrir. Ao entrar no ônibus ,ele sempre a procura ansioso e atento , mas quando não a vê ,fica frustrado e inquieto ,e isso ele não pode evitar . Quando já está conformado em não vê_la , eis que ela surge naquele mesmo lugar ,antes encoberto por outro passageiro que já não está mais ali .Lá está ela ,linda e misteriosa como sempre .Ao olhar pela janela ,seu semblante é vago e inexpressivo ,indecifrável ,diria ele .No que estaria pensando essa estranha  que tanto o perturba ,sem sequer imaginar ? Algumas vezes ele tem a nítida impressão de que ela também o observa ,porém muito discretamente ,pelo reflexo da janela do ônibus. Esta simples suspeita no entanto ,é capaz de fazer voar sua imaginação e lhe traz uma alegria interna, que lhe causa um sorriso disfarçado ,
que ele não consegue conter. Será que aquele olhar furtivo e promissor , que ele jura ter visto outro dia era real ou fruto da imaginação fértil e romântica dele ?Acaso haveria alguém em casa à espera dela ,com um estoque de beijos e abraços ,ansioso para lhe entregar? Talvez ele nunca descubra ,pois no fundo admite que ,por mais que ela também o deseje , alguém chegou antes na vida dele ,e isso seria um grande obstáculo. Ou não ?Perdido em meio a esses devaneios ,ele percebe que está na hora de descer ,e adivinhe: sim ,ela também vai saltar .Resta a eles então descerem juntos , enquanto ele olha para trás ,vendo_a ir na direção oposta , lhe admirando à distância. Eles seguem seus caminhos ,cada um imerso em seus pensamentos ,e talvez esta seja mesmo a sina deles : nunca caminharem na mesma direção. São beijos que nunca irão trocar ,abraços que nunca sentirão ,juras de amor que nunca sairão de suas bocas ,um amor que nunca viverão. Parece que seus caminhos não estão mesmo destinados a se cruzarem. A não ser naquele mesmo ônibus ,naquela mesma hora tão esperada por ele. Ou seria por ambos ? Isso ele adoraria saber..."
Rimedla
Enviado por Rimedla em 25/07/2020
Código do texto: T7016201
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Rimedla
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 48 anos
11 textos (142 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 03:12)
Rimedla