Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A vida imita a Arte

A vida imita a Arte…


Naquela noite tínhamos feito amor.Um amor daqueles inesquecíveis.Muitos beijos,amassos,apertos,arranhões e mordidas. Foi um daqueles momentos que falamos “quero mais”.Ela estava simplesmente entregue,com seu lado erótico ativado.Ainda posso sentir suas carícias enlouquecidas,aquele calor que me devorava a pele.E eu,claro,correspondia àquele fogo devorador.
Desperto e olho pro rosto dela.Suas covinhas sempre me encantaram.Seu sorriso então?
Me faz fazer tudo o que me pede,sem reclamar.Decido levantar e fazer um café da manhã ,bem no capricho.Demoramos muito para podermos desfrutar desses momentos de prazer,amor e intimidade.Amo essa mulher e sei que sou correspondido.Sei que o nosso amor é de corpo,alma e coração.E é super gostoso isso.Faço nosso café e vou acordá-la.Deixo a bandeja sobre a escrivaninha.Volto à cama e a beijo.Ela abre um sorriso maravilhoso.Beijo-a novamente e então,ela me agarra pelo pescoço.Gargalha,levanta e me puxa pra cama.
-Venha aqui,meu moreno.Eu estava fingindo.Acordei quando senti o cheirinho do café.
-Danadinha.
Nos beijamos longamente.
-Senta direitinho para tomarmos café…
-Sim,meu senhor.
Ela se ajeita na cama e eu levanto buscar a bandeja.Coloco a bandeja na cama e ela logo apanha um morango.
-Amor,hoje não vou trabalhar.Quero ficar contigo.Vou telefonar pra minha assistente e pedir que ela dê um jeito em tudo.Quero ficar com você.É teu dia de folga.Vamos aproveitar.Algo contra?
-Não,amor.Concordo em gênero,número e grau.Vamos aproveitar.
-Também quero terminar de ler um livro que comecei esses dias.Aposto que você adoraria lê-lo.
-Porque?
-Porque fala de sexo.
-Hummm...Certeza que gostaria.
-Então a gente toma café e começamos a leitura.Eu faço um resumo do que li e lemos juntinhos.
-Beleza.Amei a ideia.
Acabamos o café e levo a bandeja pra cozinha.Ajeito tudo por lá,enquanto ela toma banho.Acabando as tarefas na cozinha,vou ao encontro dela no banho.Ela ainda está no chuveiro.Tiro a calça do pijama e a jogo sobre a camisola dela,que se encontra no chão.
-Lava meu cabelo?_Ela me pede toda manhosa.
-Claro,bb.Só acho que deveria cortá-los.Tão mais fácil pra cuidar.
-Deixa as minhas madeixas.Quem sabe,um dia...Para te agradar.
Acabamos o banho,colocamos algo confortável e vamos pra cama,ler.
Nos ajeitamos bem gostoso,ela resume o que já leu e partimos para a leitura,da parte em que ela parou.O livro fala de uma mulher que está em busca de praticar coisas novas em relação ao sexo.Ela recentemente se separou porque seu marido tinha um caso.Saiu de casa para viver seu novo amor e a ela restou ficar só.Nunca tiveram filhos e agora,ao invés de ficar chorando,resolveu viver seus desejos.Na parte em que estamos lendo,ela se descobre desejando realizar um mènage à trois.(Para quem não sabe,é a famosa relação à três.)Durante a leitura,minha cabeça trouxe aos meus pensamentos,as safadas relações que vivi,antes de estar com o meu amor.Abandonei minha vida promíscua porque tudo perdeu o sentido após conhecê-la.Hoje só penso nela e vivo pra ela.Porém,não posso negar que a descrição contida no livro,me fez lembrar do passado.
De repente,ela fecha o livro e me diz:
-Moreno,você já fez sexo à três?
Penso antes e decido ser verdadeiro.
-Sim,amor.Já fiz.
-Sente falta?
-Não.Tenho você.
-E,se…
-E,se?
-Suponhamos que eu te pedisse…
-Me pedisse?
-Sim.Se eu quisesse experimentar?
-Bom,depende…
-Depende de quê?
-De como você imagina experimentar.
-Importa tanto assim?
-Sim...Sem contar que você precisa estar bem preparada.Psicologicamente.
-Vou pensar mais à respeito.Promete pensar?
-Meu amor,se for pra te fazer se sentir bem,eu aceito.
-Obrigado,moreno.Me beija e reabre o livro.Continuamos a ler e o dia corre lá fora.
Enquanto ela lia, fiquei à admirando, não é novidade o quanto eu acho minha morena linda e a amo. Mas percebi também o quanto aquela leitura a evitava e eu quero poder realizar todas as suas fantasias. Não que eu queira a dividir com outra pessoa, mas eu já vivi essas experiências, não posso privá-la de ter as dela. Está resolvido, se ela realmente desejar ter essa experiência, nós a teremos.
Me perco ouvindo o som da sua voz, me traz tanta paz, ainda mais sentindo seus dedos me fazendo um cafuné tão gostoso, sentindo o calor do seu corpo juntinho ao meu.
Ela fecha o livro e me olha com aquele sorriso lindo nos lábios e me diz:
_ Você não está prestando atenção, amor.
_ Estou sim, minha neguinha.
Ela ri mais ainda, como amo sua risada. Me olha e afirma:
_ Você não estava prestando atenção, não.
Olha pra ela sorrindo e confesso:
_ É verdade, amor. Me perdi em pensamentos e fiquei admirando você.
Ela deixa o livro que estava segurando, na cama e deixa sobre mim, passando a mão no meu rosto, me fazendo carinho e me olhando nos olhos, e não precisa dizer nenhuma palavra, por que eles transmitem todo amor. Me dizem tudo o que sempre quis saber e é dessa forma tão doce e carinhosa, que desce seus lábios sobre os meus e me beija de forma tão profunda, fazendo que seu beijo continue falando, se declarando. Eu à abraço forte, sem querer que este momento seja quebrado.
Mas aquela declaração se aprofunda, o beijo muda e nossos corpos se aquecem, minhas mãos passeiam pelo seu corpo, apertando e criando um atrito gostoso entre nós, quando ela geme nos meus lábios e eu perco o controle.
Nos entregamos mais uma vez, nos amamos entregando para o outro, tudo o que temos, tudo o que sentimos, nos tornando apenas um.
Tendo a certeza, que nada irá nos separar. Dividimos tudo um com o outro e confiamos.
Depois mais calmos tendo ela descansando a cabeça no meu ombro, fazendo carinho no meu peito, falei:
_ Amor…
Ela levanta a cabeça e me olha.
_ Enquanto você lia, eu estive pensando. Se você quiser ter a experiência de sexo a três, tudo bem. Estarei vivenciando essa experiência junto com você.
_ Você não se importa em me dividir?
_ Não que eu queira te dividir com outra pessoa. Mas como eu já tive as minhas experiências, não posso e nem quero privar de você ter as suas. Se você realmente quiser, vamos conversando, quando você se sentir preparada fazemos.
Ela dá um leve sorriso e me diz:
_ Eu te amo, sabia?
_Eu sei, amor.
_ Meu neguinho, não nego que acho excitante, mas eu não quero outro. Quero apenas você. Você é tudo o que eu sempre quis.
E é tão bom saber, que você estará junto comigo em qualquer situação.
_ Sim, amor. Viveremos tudo juntos.
Ela se aconchegou melhor ao meu corpo, fui lhe fazendo carinho, até que a ouvir ressonar e desta forma, me entreguei ao sono também.

Casal Cravo & Canela
Casal Cravo e Canela
Enviado por Casal Cravo e Canela em 05/11/2019
Código do texto: T6787918
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Casal Cravo e Canela
Curitiba - Paraná - Brasil
69 textos (760 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/11/19 21:52)
Casal Cravo e Canela