Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mais Que Irmãos - Capítulo 17

  Sam foi para o bar com umas amigas que ela tinha feito há pouco tempo, achou que seria legal conhecer alguém e começou a pensar que talvez a busca pelo irmão seria algo desnecessário. Sua mente dizia uma coisa e, de alguma forma, o seu coração aceitava tal pensamento.
  Ela queria conhecer alguém naquela noite, alguém que despertasse nela um sentimento semelhante ao de seu irmão. Sam chegou à conclusão de que era esse o erro que ela cometia, ela procurava o que ninguém podia dar, um sentimento que ninguém despertaria, além de seu irmão.
  Simon foi com o objetivo de conhecer uma garota legal, uma que o ajudasse a esquecer sua irmã, que acabasse com seu sofrimento. Ele só queria acabar com seu sofrimento, ele não queria amor, aquele não era o seu principal objetivo, pois ele sabia que só o amor de uma pessoa importava para ele.
  Era 21h quando ele decidiu ir para o bar, pegou apenas sua carteira e chaves e foi. Pediu um Uber, sabia que iria beber naquela noite e não poderia voltar de carro.
  Simon chegou e foi sentar sozinho, não queria falar ninguém por enquanto, apenas queria beber um pouco e pensar. Sam fazia o contrário, estava ali há um pouco mais de tempo que o irmão e já fazia amizade com quase todos.
  Chegou uma certa hora em que uma moça sentou no bar ao lado de Simon, ele sentiu algo estranho, um sentimento que ele já conhecia. Sam começou a sentir algo parecido depois de sentar no bar ao lado de um homem.
  Nenhum dos dois sabia o que fazer, nenhum dos dois imaginava que quem eles mais queriam encontrar estava ao seu lado. O tempo muda as pessoas, e Simon tinha mudado muito. Quando Sam olhou para ele acabou não reconhecendo o tal homem, mas ela estranhava aquela sensação, e por que aquele homem despertava aquilo nela. Antes que ela pudesse falar algo, ou fazer algo, um amigo seu veio e a puxou para onde eles estavam.
  Simon pediu a conta e saiu dali, ele não sabia o que tinha acabado de sentir, ele não tinha ideia de quem era aquela mulher. Ele pensou, por um momento, que talvez fosse que o ajudaria a esquecer sua irmã. Ele queria ir até lá falar com ela, pedir o número dela, mas lhe restava coragem.
  Sam saiu de onde estava para reencontrar o tal homem, mas quando ela voltou ele já não estava mais lá. Aquela sensação ela conhecia, era a sensação que seu irmão despertava nela. Por um momento ela achou que poderia ser ele, mas logo descartou essa opção, pois pensou que seria muita coincidência.
  Como eu disse: "A vida surpreende muito, nós nunca sabemos o que pode acontecer, é sempre uma surpresa atrás da outra."
Patrick Englert
Enviado por Patrick Englert em 12/06/2019
Código do texto: T6671035
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a minha autoria e o site www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Patrick Englert
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 17 anos
375 textos (6563 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/06/19 00:37)
Patrick Englert