Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Leila e Renato (O início de um novo amor)

Foi tudo tão de repente. Os olhares se cruzaram e ambos permaneceram naquele olhar por um bom tempo.

Leila era uma mulher jovem e bonita. Renato já tinha seus 45 anos bem vividos.
Leila se sentiu atraída por Renato. Ela não entendia e nem sequer conhecia ou falara com ele antes.
Havia uma única certeza, algo acontecera naquele olhar. Algo de vidas passadas, talvez.
Ela se sentia confusa por alguns instantes. Mas logo depois se decidiu. Voltou ao mesmo lugar onde o encontrara.
Renato não estava mais lá.
Aquela praça ficou sem vida desde então.
No dia seguinte Leila voltou e tudo o que ela podia ver eram as crianças correndo e brincando.
Ela pensou na loucura que estava fazendo.
Procurar por alguém que não conhece.

Dias depois Leila decidiu ir até um café antes de ir para o seu trabalho.
Caminhou até o balcão, havia um rapaz de costas para ela.
-Bom dia Sr. - Disse Leila tentando chamar a atenção do rapaz.
Ele virou-se para ela.
-Meu Deus, é ele!
O coração dela disparou, suas mãos começaram a suar.
Renato a olhou e sorriu. Leila estava demonstrando nervosismo e Renato havia percebido.
-Bom dia, moça. Posso ajudá-la? Renato olhava para Leila com ternura.
-Nã… quero dizer, claro. Como você se chama? Não era bem essa pergunta que ela iria fazer, mas estava tudo tão confuso.
-Me chamo Renato. E você?
-Leila. Renato eu acredito ter visto você passando naquela praça há alguns dias atrás. Ela falou como se não tivesse acontecido nada naquele olhar.
-Sim, claro. Eu fiquei um bom tempo te olhando e admirando o quão linda você é. Seu namorado deve ser muito ciumento.
-Não! Eu não tenho namorado. Ultimamente estou buscando me dedicar a música que é minha vida.
-humm, bom! O que você vai querer? Renato parecia não demonstrar tanto interesse no que Leila falou.
-Um café com adoçante, por favor. Leila se sentiu tola por ter falado algo da sua vida no qual Renato não demonstrou nem um pouco de interesse.
-Aqui está.
-Obrigada!
Leila sentia sua boca amarga.
-Leila! Disse Renato.- Quando vou poder conhecer seus dotes musicais?
Leila abriu um sorriso largo.
-Amanhã darei aula no conservatório que fica no centro da cidade. Estarei lá apartir das 19:00.
-Irei com certeza!
-Estarei à sua espera.

Um sentimento bom surgia. Sim! O amor estava começando a bailar no ar.
A Aurora
Enviado por A Aurora em 28/11/2017
Código do texto: T6184728
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
A Aurora
Recife - Pernambuco - Brasil, 28 anos
90 textos (2462 leituras)
1 áudios (54 audições)
1 e-livros (31 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/19 16:50)
A Aurora