Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Voo Trágico

Conceição do Mato Dentro.
Os filhos do lugar como costumam mencionar sua localização assim; – A capital mineira do ecoturismo. Aqui é pertim di bel-orizonti.
Como toda cidade do interior sempre tem um caso para ser contado, está também tem o seu. – Só não sei se é verdade, mas juro que vou contar tintim por tintim sem mudar uma só vírgula dessa história.
Padre Augusto, incansável e fiel seguidor dos dogmas da igreja elegeu o dia treze para nesta data todos os meses realizar sua missa, uma vez que não era ele o pároco oficial da pequena cidade. Tinha sido transferido para lá há nove meses.
Já há alguns meses, todo santo dia uma beata da paróquia trazia um recado do centro, para o padre Augusto.
- Padre, sua benção...
- Deus a abençoe irmã.
- Andam falando do senhor lá no centro.
- A senhora anda frequentando aquele terreiro de macumba?
Como todo brasileiro que se presa; vai, mas diz que não, mentiu.
- Não senhor! Ouvi falar num sei bem onde.
- Deixa que falem não tem problema.
Chegou novamente o dia treze e lá estava o padre Augusto mais uma vez em sua pregação sentando o pau na outra religião.
- Minhas irmãs e meus irmãos o terreiro do seu Joaquim e casa do diabo são a mesma coisa... Afastem-se de lá... Depois não venham dizer que eu não avisei.
Padre Augusto ameaçava até de excomunhão aqueles que por ventura a frequentassem, mesmo que só por curiosidade.
Maria Padilha, uma das beatas mais velhas, passava dos oitenta anos, procurou o padre depois da missa e o alertou.
- Escuta padre! Fiquei sabendo lá no centro que o senhor mete o pau na macumba é por que tem medo de ser médium.
- Não diga besteiras, dona Maria Padilha e pare de ir lá porquê senão serei obrigado a proibir até mesmo a senhora de vir às missas.
Tantos foram os recados e as investidas junto ao padre, insistindo na sua mediunidade, que ele resolveu tirar a limpo tal situação. Sem qualquer aviso prévio, num dia reunião, ele foi pessoalmente ao centro.
Assim que chegou ficou surpreso com a quantidade de fiéis presentes no local. Alguns, até de branco estavam vestidos. Eram médiuns.
Entrou terreiro adentro indo direto na direção do Pai de Santo que naquele momento já estava incorporado.
Era sessão de povo de rua.
Aquele, vendo o padre caminhando em sua direção deu ordem aos Ogãs para que tocassem um determinado ponto.
Não foi possível dar mais nem um passo. O padre caiu de joelhos dando uma forte gargalhada. Ao levantar-se, cantando, cumprimentou e apresentou-se.
Boa noite, gente...
Como vai... como passou...
Tranca-rua é pequenino...
Mas é bom trabalhador...
Rararara!!!
Para surpresa de todos lá estava de batina e tudo, o padre Augusto, incorporado com o Exu Tranca-ruas
E foi assim que eu escutei, contei e nada aumentei.
Fernando Antonio Pereira
Enviado por Fernando Antonio Pereira em 16/10/2019
Reeditado em 16/10/2019
Código do texto: T6771183
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Antonio Pereira
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 71 anos
1025 textos (6234 leituras)
4 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/19 07:44)
Fernando Antonio Pereira