Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESABAFO

Não percebo realmente qual seja a tua intenção para comigo.
Quando fiquei deveras doente no período que estavas muito pior na tua condição de enfermo suguei toda minha energia para não fraquejar.
Quando fui humilhada e perseguida por aquelazinha engoli meu amor próprio e fiquei calada.
Quando os teus me disseram que não precisavas de mim que cuidariam de ti engoli as lágrimas.
Quando preocupei-me a ponto de enfrentar madrugadas perigosas em busca de conforto espiritual para tua saúde. Rezei
Quando gastei o que não podia com ligações telefônicas para te deixar no conforto de alguém que realmente se importava contigo. Trabalhei mais.
Quando dobrei meus joelhos pedindo a Deus que ajudasse aos médicos encontrarem um meio de debelar as malditas bactérias que te deixavam mais debilitado. Orei mais ainda.
Quando te dei 39 telefonemas tentando falar contigo e desligavas. Tentei ate conseguir.
Eu não desisti de te amar.
Não te deixei em nenhum dia sem te passar um bom dia de amor. Não te deixei só mesmo estando longe
Agora que temos um recurso melhor onde poderias pelo menos responder a uma mensagem que te envio com carinho deixas pra lá como a dizer-me "não envia-me mais estas baboseiras". Quando somos ignoradas aprendemos a ignorar também. Sei que nada que fiz foi importante para ti e na verdade não me pedistes. Fiz unicamente por amor.

Maria Tecina
Natal 10 de outubro de 2005
Maria Tecina
Enviado por Maria Tecina em 02/08/2019
Código do texto: T6710994
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Tecina
Lisboa - Vila Real - Portugal, 66 anos
66 textos (767 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/19 04:23)
Maria Tecina