Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Moderna demais pra esse mundo

Júlia,

aposto que você deve estar desejando a minha morte,no mínimo me odeia,eu não a culpo por isso.Mas são coisas que meu peito não deve esquecer,não deve apagar e desperdiçar tudo isso.Somos mulheres modernas e não temos medo de assumir nossos sentimentos,pelo menos eu pensava assim.

Quando eu vi o teu rosto em prantos,tua testa avermelhada,paralisei,pensava que você iria passar mal,de fato passou,mas não em minha presença.A nossa amizade tão bela floresceu em mim e criei um amor romântico na minha mente.

Eu que sempre fui uma moça recatada,presa em um vestido ou uma camisa longa com uma saia,eu que quase nunca saí de casa,me sinto livre hoje,e foi toda essa liberdade que me fez bater na tua porta e falar que te amava.

Esperei que você aceitasse,mas bateu com tanta força que voltei mecanicamente para trás.Saí decepcionada e humilhada com os olhares de reprovação da vizinhança: "já não basta a faculdade de filosofia,agora é lésbica!"

Você não sabe o quanto doí ouvir esses fuxicos da vizinhança,são navalhas penetrando o meu corpo.O mundo não foi feito para uma mulher como eu,bem resolvida e livre,mas olhando bem esse meu lado,talvez eu não seja tão bem resolvida assim.

Júlia,eu apenas quero que saiba que ainda te amo e me importo com você,mas sei que não podemos mais ter intimidade,por isso me mudei,vou pra cohab 3,é bem próximo do junco né?

Sobral é grande,mas não tanto.

Sinto saudades de você e do Thiago,ele era um cara legal apesar dos problemas com bebida.

Adeus

Carinhosamente,Larissa C,a sua eterna amiga.

Pequeno moço
Enviado por Pequeno moço em 10/12/2018
Código do texto: T6523951
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Pequeno moço
Sobral - Ceará - Brasil, 20 anos
380 textos (5271 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/20 22:33)