Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem destinatario

Outro dia, estava relembrando momentos passados, voltei a adolecencia e como sempre esta é a fase que mais marca a nossa vida, principalmente quando falamos em Amor. Qual criatura neste mundo nao sofreu de amor, paixao ou sei la o titulo que devemos dar a este sentimento marcante. Lembro com detalhes perfeito, tudo o que vivi nesta epoca e que ate alguns anos atras fazim me verter em lagrimas e muitas vezes me deixavam sem noção de tudo. A primeira paixao que temos na vida que nao traz um efeito duradouro é a paixao pela Professora(o) - como queiram - me diaga quem, nunca sentiu isso, mas ao final de tudo o que sentiamos mesmo era Admiração e agradecimento pela atençao que nos davam.

     A meu amigo, quando se fala em primeiro amor, isso sim é marcante e dependendo da intensidade, nos marcam para sempre, nao adianta relutar em esquecer, algumas situaçoes no nosso cotidiano nos fazem retornar ao passado e sofrer um pouco mais.

    O grande Amor de minha vida tbm nao deixou so cicatrizes, lembrancas de um sentimento puro, sem malicia e ate mesmo inocente da minha parte, nao sei se era reciproco, porque a distancia era um impecilho que na nossa idade nao era possivel transpor, mas lembro de palavras carinhosas que me davam animo para continuar a amar, lembrancas de caminhos percorridos juntos de maos dadas que nao se desgrudavam, aquela vontdade louca de dar o primeiro beijo, promessas de espera que perduraram uma eternidade.....
    Cartas recebidas mostrando o quanto a distancia causava dor e muitas vezes as lagrimas transformavam em borroes palavras de carinho e admiraçao. Nao sei o quanto sou culpado por tantas lagrimas, noites mal dormidas, mas isso é o Amor.

Deveria ter lutado mais, escrito mais, exposto meus sentimentos, talvez nao tivesse sofrido muito tempo, poderia ser amor passageiro, talvez poderiamos estar juntos hoje, quem sabe.

Mas trazemos no peito sentimentos que muitas vezes nos mesmo nao sabemos distinguir, por isso sofremos.
     Mas, uma vantagem tiramos de todos estes sofrimentos que vivemos na Adolecencia, que  muitas vezes nos perseguem por toda vida é que aprendemos a transformar tudo em poesia.
    Existe uma frase que diz assim: "O Poeta Ama ate o Pó." Se lermos de traz para frente tera o mesmo significado, entao deduzo que, todos os poetas, Amam tudo, todos, de todas as formas sem restrições,por isso somos brindados com tantas Poesias e seus derivados.
  Amei, amo, nao sei o quanto tempo isso vai durar, se um dia se acaba ou nao, vamos deixar o tempo mostrar o caminho das Aguas.
Poeta e só
Enviado por Poeta e só em 08/08/2010
Reeditado em 14/08/2010
Código do texto: T2426500

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Poeta e só
Londrina - Paraná - Brasil, 53 anos
143 textos (6257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/08/20 13:55)
Poeta e só