Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHAS MEMÓRIAS ( 4 ) - AMAR É.... MARAVILHOSO???


Minhas memórias ( 4 ) - A primeira paixão platônica



Engraçado que morando na cidade, agora já com os meus 11 anos e querendo ser o melhor aluno da sala me esforçava mas sempre agora não só o português tinha frances e inglês no ginásio e as professoras eram tão lindas e sensuais que a gente não conseguia aprender nada, pois além da bagunça na sala era uma loucura de deixar cair a caneta no chão para catar e poder apreciar as lindas pernas das professoras de línguas estrangeiras...

Mas tinha alguém que eu amava como Pinocchio mas mentia a mim mesmo que nada tinha a ver com ela pois achava ela muito linda e mais velha um ano e assim como ela já tinha ganhado um  concurso da menina mais bonita e simpatica da cidade e até desfilou em carro alegórico no aniversário da cidade e pude ver quanto ela era linda...

Todos me gozavam que eu era uma besta de me apaixonar por uma linda garota que jamais iria dar atenção a um japinha que nem sabia falar direito o português com sotaque de japonês... que de tanto falar japonês em casa... jamais corrigiria o meu sotaque e nem os meus erros de confundir va-ve-vi-vo-vu por ba-be-bi-bo-bu... terrível demais para um japonês dizer viagem... ou vaca... não tinha jeito saia biagem e baca!!! Imagine a gozação... ou bullying como dizem hoje!!!

Assim me envergonhava perante ela mas nunca ela riu das piadas ou por educação ou por pena de ser eu o bode expiatório da sala, mas com o tempo perdi o medo e na aula  de artes fiz um quadro do Pinocchio fugindo do gato e da raposa... num quadro e dei a ela!!!

Acreditas que 50 anos depois a minha tia amiga da minha primeira paixão... perguntou... quem te fez esse quadro do Pinocchio???

E ela diz foi seu sobrinho que me deu quando a gente estava na primeira série do ginásio e eu gostava dele mas nunca ele se interessou em falar comigo... só me deu esse quadro que guardo com carinho até hoje!!!

Nossa e pensar que pela minha vergonha e covardia poderia ter tido uma relação com alguém que por tanto tempo tive uma paixão totalmente platônica, pois conhecia o seu pai que tinha uma loja de carros da Chevrolet na cidade e quando trabalhava no escritório de despachante ele vinha trazer os documentos para serem feito a seus clientes e assim era eu que o atendia mas jamais tomou  a liberdade de me convidar mesmo sabendo que a sua filha estudava comigo na mesma escola!!!

Assim estudava de manhã no ginàsio e a tarde trabalhava no despachante das 12 as 14 horas... sai do escritório de despachante e ia para a escola de datilografia... da Dona Raquel e assim até as 15 horas treinava nas máquinas antigas Underwood mas era um excelente na rapidez do teclado sem olhar as teclas que cheguei a 440 toques por minuto!!!

Depois voltava para o escritório de despachante e trabalhava até as 18 horas .. sai correndo e pegava um lanche e ia para a escola de Contabilidade no curso a noite... e que terminava as 23 horas e voltava para casa tomava o meu banho jantava e ia para cama... e no dia seguinte a mesma coisa de acordar bem cedo para ir ao ginásio de novo!!! Para poder rever a minha paixão platônica...

Acredito que tal loucura duraria mais tempo sem não fosse na terceira série o meu pai foi escolhido para ser tradutor do Consulado Japonês no Brasil com sede na Praça Dom Jose Gaspar no centro de São Paulo junto a Biblioteca Municipal... e claro que virei um rato de biblioteca assim que chegamos a São Paulo, pois queria melhorar o meu português de qualquer jeito para acabar com a gozação dos colegas e assim fui matriculado numa escola francesa... ou Liceu Pasteur... onde todos eram filhos de franceses e que falavam também com dificuldades a nossa língua portuguêsa... dai não tinha como eles me gozarem pois também eu não era uma exceção a regra!!!!

Mas as matérias de Francês com a Dona Ivete... uma professora francesa de origem que só falava em francês o tempo todo... imagine a minha dificuldade em me adaptar com ela na sala me perguntando se entendi tudo que ela falou... e para não passar vergonha... dizia apenas com a cabeça... Oui madame!!!! kkkkkkkkkkkkkkk

As aulas de latim nem se fala que eu decorava Hic Hae Hoc.... e tudo que o professor com certeza iria perguntar numa prova oral... e nunca tinha tido aula de latim na minha vida... mas foi demais para que eu pudesse aprender de onde veio a nossa língua portuguesa... a inglesa... a francesa e até mesmo a alemã!!!!

Enfim foi um ano inteiro de sofrimento até me adaptar em falar francês e ler o Paris Match que era uma exigência da Dona Ivete que comentava qual o assunto para estudar naquela revista que seria o próximo assunto da próxima aula!!!

Sei que com isso tive que começar não só estudar o meu terrível português... latim... francês... e inglês... imagine o meu cérebro  funcionando a mil em línguas estrangeiras... que o meu português ficou até esquecido para a próxima segunda época!!!

Sei que como neto de japonês já falar a lingua japonesa era um mérito só meu que ninguém da minha sala nem mesmo os netos de japoneses sabiam falar melhor que eu!!!! Mas assim foram dois anos de castigo nessa escola francesa... a terceira e quarta série do ginásio!!!



Nota do autor:- Dona Ivete que Deus a tenha... foi ela a responsável a me fazer aprender francês que a Madame Marie Lousie esposa do Professor de Matémática que tinha uma dificuldade de falar Trinta e Três... e acaba saindo Crinca e creis... dai não me sentia um peixe fora dágua nas aulas de matemática.... mas na aula de francês... via até a cor da calcinha ou se ela para nos atiçar e ficar mais excitada vinha sem a sua calcinha!!!! Bons tempos desse ginásio  maravilhoso que estamos aprendendo o que é masturbar pensando nelas!!!!

Ivan Tadeu dos pobres
Enviado por Ivan Tadeu dos pobres em 26/02/2021
Reeditado em 06/03/2021
Código do texto: T7193318
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Ivan Tadeu dos pobres
Praia Grande - São Paulo - Brasil, 76 anos
5006 textos (78263 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/04/21 02:52)
Ivan Tadeu dos pobres