Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre a autora
Nathália Vilela
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil, 32 anos
6 textos (89 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/09/19 16:53)
Nathália Vilela

Textos do autor
Perfil
Uma eterna metamorfose, o caos e o ápice... Não imaginas o que ela guarda a sete chaves.
Um mundo num grão de areia.

Muitas vezes uma princesa, outras "ogra".
Inúmeros sentimentos barrados pela razão. 
Uma eterna aprendiz...

Cheia de manias, gostos e reações estranhas...
Uma mulher madura, com pavor de baratas...
Uma criança insegura, que ama saltos altos e luta como uma verdadeira guerreira... Sobrevivente em um mundo que não lhe pertence. Uma mera habitante, com várias cicatrizes...

Ela acorda querendo da vida mais fôlego!
Ela é assim mesmo: toda intensidade!

Meio desfragmentada, mas em todos os fragmentos é possível
contemplar o amor.

Uma eterna errante...

O menos para ela é mais, o mais muitas vezes é menos...
Admira a autenticidade, humildade, humanidade...

Ela dorme de dia e à noite usa para ler, estudar, pensar...
Ela prefere o silêncio da noite pra deligar do mundo,
mesmo ele girando, quando todos dormem ela acorda...

Gosta de ser apreciada e que descubram o que ela nem mesmo sabia que tinha dentro de si.
Ela se desafia diariamente. 

Ela busca um apreciador de pedras raras que tenha disposição em lapidar, que ao invés de reclamar se divirta com seu jeito engraçado de confundir-se e perder-se 
fácil no meio de uma conversa...
Que entre em uma das conversas sérias que ela transformará em duplo sentido, que viva a vida, supere o medo e carregue-a em seus braços.

Perde-se, acha-se e quando necessário enlouquece, explode e deixa pra lá... 

Intensa demais, complexa além do limite, romântica e fria, dependendo do que lhe é orfertado. 

Ama rir e odeia chorar, por mais fragilidade que sinta, tentará mostrar o inverso, pura farsa...
Não mede limites ao próximo...

Acha que o novo sempre deve ser descoberto e não gosta de descobrir só... Não por dependência, mas acha mais gostoso ter mãos pra lhe segurar,
braços para proteger e amigos para compartilhar...

Ah, ela ama e valoriza a amizade...

Ama ser a princesa de dia, mas não abre mão de ser a amante na noite... Lembrando que a noite pode virar dia e dia virar noite. Ela ama o inesperado, o surpreendente. Ela é irreverente, única, louca e mimada!

Ela ama cachorros, pois só eles conseguem entender a imensidão de amor que corre em suas veias. 

Ela gosta de fidelidade, mas prefere a lealdade...

Ela é assim e muito mais. Descubra-a, se puder. 


 


Última atualização em 15/09/19 16:53