Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
Sou poeta
Publicado por: Paulo Acácio Ferreira
Data: 04/02/2018
Classificação de conteúdo: seguro
Créditos:
PauloAcácioFerreira-ChicoDoCrato-SouPoetahttps://www.recantodasletras.com.br/audios/cancoes/78335ChicoDoCrat
Música, Voz, Violão, Sintetizador, Arranjo, Mixagem e Adaptação do poema de Paulo Acácio Ferreira.Audacity, 070 Ritmo 068+30 em mi-. Gravação caseira. Gravar em estúdio.Copyright: proibir a cópia, reprodução, distribuição, exibição, criação de obras derivadas e uso comercial sem a sua prévia permissão. A proteção anticópia é ativada.

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Texto

Sou poeta - adaptação musical

ChicoDoCrato, Música, Voz, Violão, Sintetizador, Arranjo, Mixagem e adaptação do poema de Paulo Acácio Ferreira.

Audacity 070 Ritmo 068+30 Gravação caseira. Gravar em estúdio.

Copyright: proibir a cópia, reprodução, distribuição, exibição, criação de obras derivadas e uso comercial sem a sua prévia permissão.

A proteção anticópia é ativada..

Sou Poeta, sou humano.
Expresso meus sentimentos em versos e reversos da sua existência.
Sua insistência em deixar-me louco.
Dos olhares que trocamos, do gosto insubstituível dos seus beijos,
da saudade que me aperta e de ser apaixonado por você.

Minhas mãos escrevem em letras cursivas
essas linhas que equilibram meus dias hostis, de lutas entre meus sentimentos e razão.

Escolha da felicidade abstrata, a beleza dos horizontes sem fim, o sorriso fácil que esconde minhas verdadeiras emoções,

Acorrentado nos meus desejos de anseios e dor. Vontade de te escrever mais um poema, dizer que és mulher amada e surpreende-la todos os dias com meu singelo amor.

Habitas meu coração flechado, ferimento aberto, costurado nos momentos que passamos juntos.

Quero te possuir sem te prender, te libertar sem te soltar, te ver sem te chamar, amanhecer sem dormir. Sonhar acordado ao seu lado, somente a te olhar.

Sou poeta, tens meu amor declarado. Recolho as estrelas para enfeitar seu caminho.
As flores para exaltar sua beleza.
Mudo o curso do rio para encontrar sua nascença. Corro atras do vento para alcançar suas mãos. Congelo no deserto para elevar meus pensamentos. Faço provas e prosas poéticas de amor,
Deste que só se faz, poeta, por você.
Paulo Acácio Ferreira e ChicodoCrato
Enviado por Paulo Acácio Ferreira em 12/02/2018
Código do texto: T6251765
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (PAULO ACACIO FERREIRA). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Paulo Acácio Ferreira
Campinas - São Paulo - Brasil, 44 anos
278 textos (8146 leituras)
23 áudios (814 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 17:00)
Paulo Acácio Ferreira
Rádio Poética