Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apressado come cru e Marina Silva bate a sujeira

APRESSADO COME CRU E MARINA SILVA BATE A SUJEIRA
Miguel Carqueija



A Globo não deveria ser responsabilizada? Ante-ontem ela espalhou uma notícia que logo se espalhou de tal modo que provocou o que disseram ser um “terremoto” e já no dia seguinte, 18 de maio de 2017, muita gente achava que o Temer iria renunciar. Embora já me tenha colocado há tempos na oposição a Temer bem fiz em ressalvar (o que me livra de um vexame) que não se podia condenar um homem diante de uma prova alegada mas não apresentada, no caso uma gravação que todo mundo estava falando mas, a rigor, como diz aquela expressão popular, “ninguém sabe, ninguém viu”. E quando a Justiça liberou a gravação e um repórter mostrou dela cinco segundos (sic!sic!sic!) o que se ouviu não foi o que disseram que havia, ou seja, a voz (bem mal gravada) de Temer dizia qualquer coisa como “tem que manter isso” mas a voz de seu interlocutor não havia se referido a propina, mas “eu estou bem com o Eduardo” o que pode significar apenas “continuo amigo dele”. Ora vejam o parto da montanha! E agora se diz que a gravação pode ter sido editada e vai ser mandada a perícia. E pelo que consta os dois empresários nem estão no Brasil, foram embora por conta de alegadas ameaças de morte e, enfim, por sua corrupção, apenas pagam multa (mesmo elevada, mas diante da roubalheira ao país não é nada, o povo é que foi prejudicado) e não vão presos? Em suma, a meu ver houve grave armação para derrubar o Temer.
Bem fiz eu em frisar que a minha posição contra o Temer não se baseava em gravação fantasma alguma, mas na reforma da Previdência, algo que ele não tem o direito de fazer e que é um novo golpe contra o povo brasileiro.
Além disso a admirável Marina Silva, pessoa que merece a minha mais alta estima, bateu a sujeira ontem no programa do Datena, observando indignada que o Brasil está no fundo do poço mas não podemos deixar que vá para um poço sem fundo. E além disso houve fraude nas eleições de 2014, que atinge inclusive a chapa do Aécio. O que houve de bom nisso tudo é que o cínico e insuportável Aécio neves caiu de sua posição. Pena que sua irmã foi presa mas não ele, por conta de suas imunidades, mas nesse “crepúsculo dos deuses” que estamos assistindo parece que o trêfego líder do partido de esquerda PSDB caiu para não se levantar mais. Chegou tua vez, Aécio.
A lamentar, isso sim, que o Datena em seguida entrevistou o prefeito de São Paulo e as declarações do João Dória me pareceram lamentáveis. Ficou por cima do muro, não citou nomes, evitou se comprometer até porque quem está encrencado é o seu líder! Afinal, Dória é do PSDB, o partido que nos arruinou durante os dois desgovernos de FHC. E, foi FHC quem colocou no poder o sinistro Lula. E por tabela, a sinistra Dilma. Tem muita gente entusiasmada com João Dória, já o vendo como nosso futuro presidente. O que eu vi, porém, foi um demagogo falando. Praticamente tudo o que ele disse foi que há dois fatores, a vida econômica do país de um lado, do outro as investigações, e que o Brasil não pode parar sua reforma econômica por conta disso. E que é natural que dado o “escândalo” atual nesses primeiros dias haja essa perplexidade, mas que semana que vem já se deve retornar etc. Bem não cito palavra por palavra mas foi mais ou menos isso que ele declarou por telefone ao Datena da Band. Ora, seu Dória, não está havendo nenhuma reforma econômica no país e a crise não começou na véspera de seu pronunciamento, ela se avoluma há dois ou três anos, e nem vai parar depois de amanhã, não pense que sejamos tão ingênuos!
Eu poderia estar enganado. Mas por enquanto, não tentem me fazer engolir esse Dória. Mas, estou disposto a votar na Marina Silva pois ela é decente e quando fala põe o dedo na ferida (justamente o que os demagogos não fazem), BATE A SUJEIRA, VAI FUNDO E LIDA COM A VERDADE.

Rio de Janeiro, 19 de maio de 2017.
Miguel Carqueija
Enviado por Miguel Carqueija em 19/05/2017
Código do texto: T6003278
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Carqueija
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 69 anos
1850 textos (81413 leituras)
41 e-livros (3994 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 00:41)
Miguel Carqueija