Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A sociedade sensata e a má sociedade

A sociedade têm uma carência do que maldizer os outros,

Geralmente pessoas quais nunca souberam ser independentes de seus parentes,ainda que tenham uma "carreira de sucesso".

Carreira essa que,se não fôssem os familiares fazendo a comida no horário certo,e auxiliando nos transportes,e valores de passagem,estadia garantida,e roupas,calçados,se não fôssem os familiares ou amigos ali,fornecendo o custo,nunca chegaríam à estabilidade.

Agora,compare a alguém longe dos pobres e desinteressados familiares,alguns nem os têm vivos,como ter carreira alguém,que só depende da boa vontade do "mundão".

E a maioria desse "mundão",só exige,maldiz,e nada têm a oferecer.

Como foram criados ouvindo desaforos desnecessários de amigos falsos ou,familiares,que custeavam suas despesas,ao verem alguém livre desses contratempos,acham que esse alguém tería obrigação de ouvir o patético opinar deles,sobre sua vida pessoal.

E há muito o efeito esnobismo na sociedade,se tornam personalidades fúteis,pois não possuem noção dos reais valores,tudo respondem:

-Há,mas eu sou irônico,falso,esnobe,mas eu tenho uma mansão,um carro do ano,uma profissão e carreira.

E o povo plebeu,é culpado disso também,por viver idolatrando quem possue e TÊM,ignorando o nobre e honrado de SER!
Mario Enrique Antúnez da Rosa (O Escritor)
Enviado por Mario Enrique Antúnez da Rosa (O Escritor) em 12/12/2019
Reeditado em 12/12/2019
Código do texto: T6817162
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Mário Enrique Antúnez da Rosa). Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Mario Enrique Antúnez da Rosa (O Escritor)
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil, 42 anos
151 textos (1809 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/01/20 06:44)
Mario Enrique Antúnez da Rosa (O Escritor)