Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Paulo de Tarso, o divulgador do evangelho

''Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm''. (Paulo de Tarso)

Um pouco de história: Saulo de Tarso descendia da tribo de Benjamin. Era judeu e tinha cidadania romana. Sua família era rica. Eles seguiam os ensinamentos da Lei Mosaica. Em Jerusalém, tornou-se rabino e grande defensor do Judaísmo. Assim, passou a perseguir, implacavelmente, os seguidores de Jesus, a quem considerava inimigos. Defendia sua fé como única e legítima.

Em meio ao deserto da Galileia, a caminho da cidade de Damasco, na Síria, ao meio-dia, o inusitado acontece: o doutor da lei, viu uma grande luz... em seguida, caiu do cavalo. Percebe-se cego. Uma voz diz: Saulo! Saulo! Por que me persegues? E ele responde: ''Quem és tu Senhor?''. ''Eu sou Jesus''. Depois disso, diz ao Cristo: "Senhor, que queres que eu faça?" Eis aí o maior desafio de sua vida.

Um paralelo: a queda, significa que deixou para trás o peso de seu orgulho, de sua vaidade, de seu estilo de vida...  E muitas verdades, antes imaginadas, vieram à tona...  Mais ainda, ali nasceu o Novo Homem. Um gigante na divulgação do Evangelho de Jesus. De outra maneira: morreu o ferrenho perseguidor de cristãos, que usava de métodos desumanos – tortura, flagelação e até mesmo a morte - para combater os inimigos da fé mosaica.

Após o episódio de Damasco, a sua visão foi restaurada assim que Ananias tocou os seus olhos. ''Com os novos olhos'', passou a ver a vida e o mundo de outra maneira. Para concluir, de perseguidor cruel de cristãos a fomentador da Boa-Nova por mais de trinta anos. Ele propagou e ensinou o amor, a benevolência, o perdão, a tolerância, a caridade, a humildade...  Isso aconteceu nos lugares mais longínquos.

Além disso, cabe destacar que Paulo foi alvo de intolerância religiosa e foi apedrejado. Ainda assim, ele se dedicou, firmemente, a seara de Jesus e fundou igrejas. Para se comunicar com elas, escreveu cartas. Segundo especialistas, as cartas paulinas tinham duas finalidades básicas: facilitar a comunicação com as igrejas e solucionar questões internas de cada comunidade.

Para concluir, no ano 67, no reinado de Nero, em Roma, Paulo é decapitado. Mesmo sem conviver com Jesus, ele é, de fato, o maior divulgador do Cristianismo.
GREGOHELENO
Enviado por GREGOHELENO em 18/08/2019
Reeditado em 18/08/2019
Código do texto: T6723318
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
GREGOHELENO
São Paulo - São Paulo - Brasil
93 textos (4371 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/08/20 11:19)