Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Dança da Meditação de Ipse em grupo

A Dança da Meditação trabalha em sintonia com a EPH - Energia Prânica Holística.

O que significa EPH?

"Prana" vem do Sânscrito e significa "Sopro de Vida"; "Holos" vem do Grego e significa "Todo", logo Energia Prânica Holística é a Energia Viva - física ou sutil, com uma respeitosa conexão ao Todo. A EPH é, além de uma arte, uma ciência esotérica (interior, yin ou feminina) e exotérica (exterior, yang ou masculina) que tem por propósito promover a autenticidade, tão vinculada à felicidade e à saúde, caminhando entre a Alquimia e a Criação.

O que é Alquimia?

A Alquimia, conhecida principalmente pela transmutação de elementos (transformar chumbo em ouro, por exemplo), é na verdade muito mais que isso. Alquimia é ir em direção ao pulsar da vida, é o processo de alinhar e integrar a personalidade de acordo com o que somos de mais profundo e verdadeiro: buscarmos a autenticidade no Universo interior. E, a partir dela, sermos capazes de encarar a paz e a guerra, em toda a sinergia do nosso dharma - guiado pela nossa mais verdadeira e pura vontade na interação com o Universo exterior: criar.

Como funciona?

A EPH – é como a vida: um grande baile. Nele cabem a música - mantras e melodias; a palavra - conversa (prosa ou poesia); o yoga - repouso inteligente; e a ginástica - movimento estratégico. Os mantras conduzem e transformam por meio de uma sintonia ressonante, os mudras - yoga principalmente das mãos (manifestação) e do rosto (expressão) - ativam circuitos, recebendo e emanando energias específicas. Os quatro elementos aqui citados são integrados em essência pela consciência e pelo amor e, na forma, pela dança. Tudo acontece no espaço, o grande palco da vida.

Existe um método?

A dança é livre, ao mesmo tempo conduzida pela profissional em diversas propostas. Além do desenvolvimento da percepção, quatro são as possibilidades no conjunto de vetores corporais, e a vontade de cada um as rege:
Sensibilidade (permitir a condução que vem de fora, numa fruição dinâmica);
Criatividade (conduzir o próprio corpo, incluindo extrapolá-lo em outras conduções);
Neutralidade (ausência de movimento, que tem em seu ápice a meditação);
Conversa corporal (integra as outras três).
Nenhuma experiência prévia é necessária e todas as experiências prévias podem ser consideradas: a ideia é partir precisamente de onde cada um está.
A dança acontece em rodas, que se dinamizam para outros formatos com ou sem contato físico, ou sessão particular.
Toda música pode ser dançada, e na o caso da dança da meditação, principalmente o silêncio.

Quem orienta a dança?

A dançarina Ipse tem aprendido a dançar com o corpo holístico das pessoas, animais, plantas e minerais e também com a energia dos ambientes desde 2012. Sua dança sutil a fez experimentar uma transformação intensa em sua personalidade e hoje se sente muito mais autêntica e livre. Hoje ela aprende e se diverte (diversão tem origem na diversidade) promovendo esta experiência a outras pessoas.

O que é corpo holístico?

O corpo humano completo, holístico ou integral é a soma dos aspectos conscientes, pré-conscientes e inconscientes, que para Jung se estendem até o inconsciente coletivo. Também pode ser visto da seguinte forma: composto basicamente por duas partes intimamente relacionadas: o corpo físico visível - manifestação visível sobretudo do inconsciente; e o corpo de energia invisível, que também ocupa o espaço do Corpo Físico e se estende para além dele. O último, sendo mais sutil, é invisível para grande maioria das pessoas e contempla, por exemplo, os chakras - centros rotatórios de energia que se assemelham a flores -, nadis - veios de energia - e torus - fluxo de energia que sobe pelo eixo do corpo e desce pelo seu entorno, ciclicamente. O corpo humano completo, holístico ou integral é ainda tão profundo, vasto e amplo que é capaz de se encontrar com o Universo...

“O essencial é invisível aos olhos”

Há teorias na Física Moderna que explicam que tudo o que é visível e parece ser de matéria na verdade é feito de energia condensada, de forma que tudo no Universo (ou Multiverso, para alguns) pode ser entendido como energia, frequência e vibração. A dança da EPH consegue acessar frequências específicas por meio da ressonância vocal e outras intervenções. A lei da atração tem tudo a ver com isso: você não atrai apenas o que você quer e mentaliza, você atrai principalmente o que você está. E a alquimia se trata precisamente de transformar quem estamos no sentido de quem somos e profundamente queremos. E então, como na Maiêutica de Sócrates, torna-se possível gestar, fazer nascer e crescer a Consciência - o Ser, o Eu, o Indivisível -, através do preparo de seu berço e morada - a personalidade.

Consciência e matemática

Como canta Sting, “Os números regem uma dança”. E a dança do cosmos em muito se assemelha à dança que é a vida das pessoas: o magnetismo atrai, a eletricidade repele e toda energia se manifesta em vetores no espaço-tempo. Se tudo é consciência e matemática, com qual dos dois nos identificamos? Podemos nos identificar com o que somos. “Viver conectados conosco mesmos é a maior vitória e o único sucesso.”

Belo é tudo o que contemplamos com amor

A EPH não tem o propósito de tornar a vida mais fácil, mas antes de facilitar a felicidade, a saúde e a liberdade. Bem-vindos ao espaço onde o amor consciente (amor sob vontade) é a única lei - a lei de Thelema -, amor que faz dançar nossas vontades mais verdadeiras e profundas no palco do Universo, regendo encontros entre as outras vontades que se manifestam nele e permitindo pulsar a vida. Sejamos todos livres.

“E pela minha lei, a gente era obrigado a ser feliz...”
Luana Freire Maia
Enviado por Luana Freire Maia em 30/12/2018
Reeditado em 28/10/2019
Código do texto: T6539266
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luana Freire Maia
Curitiba - Paraná - Brasil, 31 anos
348 textos (10989 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/19 02:43)
Luana Freire Maia