Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para presidente, a educação vai mal por causa de Marx e Freire

Cada vez mais fica claro, que o presidente eleito elegeu Karl Marx como o maior vilão da educação no Brasil. Segundo ele é preciso combater o lixo marxista que se instalou nas instituições de ensino.

Ao que parece o senhor presidente está preocupado com os rumos da educação no país. É isso é louvável. Há séculos que a educação no Brasil não é levada a sério. É claro que houve alguns avanços nos últimos anos. Mesmo assim, é pouco e a educação precisa de um olhar mais humanista e um discurso diferente do que vem fazendo. É preciso valorizar, realmente, os professores.

Sem rodeios, presidente, os profissionais de ensino estão abandonados. Num país de 208 milhões (IBGE), os professores são um pequeno exército de 2,5 milhões de homens e mulheres. Gostaria de lembrar que o educador é um profissional que vale tanto quanto o médico, dentista e engenheiro. Portanto, o senhor precisa ter um olhar mais generoso com os educadores. Não é novidade para ninguém que esses profissionais são as maiores vítimas da violência escolar e do abandono oficial.

Portanto, educação não pode e nem deve ser entendida com sacerdócio. Presidente, no geral, as escolas públicas estão abandonadas. Falta tudo: banheiros, papel higiênico, merenda escolar, computadores, internet, laboratórios, mobília escolar... E o pior de tudo: os professores não têm um plano de carreira compatível com o mercado de trabalho. A grande maioria, dos que ensinam, não tem condição de pagar um curso de atualização.

Presidente, não custa lembrar que o professor neste país tem uma jornada de trabalho muito superior a 8h diárias. Para quem não sabe, em maioria, os profissionais trabalham em duas ou três escolas. A realidade, muitos trabalham mais de 40h semanais. Isso inclui sábados, domingos e feriados, que não são remunerados.

Vejo com preocupação a defesa que faz do ensino fundamental a distância. Isso é um equívoco grave. Esclareço: uma criança de 6 anos precisa do contato com o professor e com os colegas de classe. No ensino a distância, as crianças assistirão suas aulas pela TV. Não há contato e nem troca de conhecimentos. Não há encantação.

DEIXE DE LADO O DISCURSO DE CAMPANHA E MACARTISMO
Pergunta: quem vai monitorar, as crianças, durante o tempo das aulas na TV? A empregada? É claro que essa medida é válida nas regiões de difícil acesso e mais afastadas do país. O ensino a distância é bom, também, para quem está na universidade e precisa conciliar o estudo e trabalho. Presidente, para quem conhece, realmente, a sala de aula sabe que o ensino a distância para um garoto ou adolescente é prejudicial.

Presidente, sei que é um veterano na política. E ao longo de todo esse tempo aprovou dois projetos apenas. Não me entenda mal, estou cansado de governante que promete que vai revolucionar a educação e o país.

Resultado: depois de quatro anos no poder, a verdade é que esses gestores não fizeram nada de relevante pelo país e povo. Com raras exceções. Espero que não seja o seu caso. Então, por favor, comece a trabalhar em prol de todos os brasileiros. Uma sugestão, deixe de lado os discursos de campanha e o velho macartismo.

Afinal, o senhor ganhou a eleição por meio do voto popular. Ou seja, é hora de mostrar a que veio. Espero, de verdade, que faça um bom governo para os brasileiros. Por favor, pare de usar o PT como pretexto em seus discursos. Governe sabiamente. Há muito o que fazer pelo país...

Presidente, permita-me discordar: dizer que a educação no Brasil vai mal por causa de Karl Marx e Paulo Freire são interpretações errôneas. Nos países de primeiro mundo, Marx e Freire, são estudados ao lado de pensadores de direita. Um dado fundamental: Freire é o terceiro pensador mais citado em trabalhos acadêmicos no planeta.

A verdade sobre a educação brasileira: ela vai mal, porque as elites, de modo geral, não se preocuparam em garantir, ao longo do tempo, um ensino de qualidade às massas. Por quê? Porque a elite sempre soube que um povo educado e bem informado faz melhores escolhas e vota conscientemente. Certamente, gente com uma boa formação educacional não vota em políticos espertalhões e demagogos como ocorre, há séculos, nesse país.

Sem mais delongas, senhor presidente, o que vai fazer com os 2,5 milhões de crianças e jovens que estão fora da escola, como vai melhorar a formação e a valorização dos professores, qual o seu projeto de política externa, de economia, de combate ao desemprego, e o que vai fazer pela segurança e o transporte público?

REALISMO
Enviado por REALISMO em 02/12/2019
Reeditado em 03/12/2019
Código do texto: T6809434
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
REALISMO
São Paulo - São Paulo - Brasil
48 textos (2066 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/19 10:36)