Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Posse e porte de armas

Permitir aos brasileiros o porte de armas, via legal, e sem burocracia, não os levará a, obrigatoriamente, adquirir uma arma-de-fogo. Pretende-se, com a defesa ao uso de armas, oferecer aos brasileiros o direito - àqueles que o desejarem - de, em sua defesa, e em defesa de sua família e de qualquer outra pessoa, fazer uso de arma-de-fogo.
Os desarmamentistas dão a entender que, liberada a venda de armas, os brasileiros correremos às lojas de revendas de armas, e compraremos dezenas de armas e munições para, cada brasileiro, montar o seu arsenal particular. Querem, a todo custo, retirando das mãos de cada cidadão brasileiro, em seu direito à autodefesa e na defesa de outras pessoas, o direito ao uso de armas-de-fogo, entregar ao Estado o monopólio do aparato de segurança, Estado este que, ineficiente, não protege os cidadãos brasileiros (e não é por outra razão que, no Brasil, são assassinadas, por ano, 60.000 pessoas).
O direito legal e sem burocracia ao uso de armas-de-fogo por si só já é dissuasório. Muitos bandidos, os pouco ousados, pensarão, na incerteza de que a sua vítima em potencial esteja de posse de uma arma-de-fogo, duas vezes antes de se lançar contra ela. Hoje em dia, na certeza de que ninguém reage, ou se antecipa, à sua ação, os bandidos não hesitam em atacar as suas vítimas em potencial.
O direito à posse e porte de armas-de-fogo produzirá, por si só, a queda dos índices de criminalidade.
Ilustre Desconhecido
Enviado por Ilustre Desconhecido em 16/04/2019
Código do texto: T6624675
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ilustre Desconhecido
Pindamonhangaba - São Paulo - Brasil
561 textos (7756 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 00:05)