Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A hora do juízo final: comentário

"um homem que defende exuberantemente opiniões com as quais não se importa, é um farsante; um homem que realmente tem tais opiniões e, no entanto, não as defende nem as assume, é outro farsante.”
https://carlosalmeidajr.com/tag/ortega-y-gasset/

"Chega de corrupção!

Chega de ficar calado
De ver tudo errado
De só dizer sim
Seja o que Deus quiser
Mas eu não acredito que Deus queira assim"
(Chega - Silvio Brito)
_______________________________

"No aguardo dos pedidos de inquéritos do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, Brasília estremece. O STF já prepara HDs para armazenar as delações dos 77 executivos da Odebrecht. A Lava Jato chega, enfim, à classe política. Começa o fim do mundo."

"O juízo final representa a falência de um sistema político baseado no pires na mão e que precisa ser profundamente rediscutido e reformado, para afastar de uma vez por todas marca da corrupção da sociedade brasileira. Que venham as delações."

"As implicações nos partidos políticos deverão ser generalizadas, lançando mais suspeitas sobre as principais figuras de partidos como PT, PSDB e PMDB. Além do primeiro escalão de Temer e dos ex-presidentes Lula e Dilma, a Odebrecht também deve envolver dirigentes tucanos. Nesse cenário, inclusive, começa a ser ventilado o nome do prefeito de São Paulo João Dória (PSDB) como possível presidenciável, por ser considerado um outsider da política..."

"Depoimento de Marcelo Odebrecht será devastador para o ex-presidente Lula. Delações também atingirão expoentes do PMDB."

Aguirre Talento  - 10.03.17 - 18h00 - Atualizado em 10.03.17 - 18h26

__________________

COMENTÁRIO - J B PEREIRA

"Eh, ôô, vida de gado
Povo marcado e... " (Avohay- Ramalho)
"... paisagens abertas desertos medonhos
léguas cansativas, caminhos tristonhos
que fazem o homem se desenganar..."  (Beira Mar - Zé Ramalho)

Vê-se a criativa visualização da política brasileira atual no recurso da arte barroca. Contudo, condena-se políticos, não se inclui outros. A lava-Jato presta serviço ao país.
Alguns atores estão de ocultos pela mídia - na pintura talvez aos que estão de costa são os que se postam com roupagem a lhes cobrir os rostos.
É um momento delicado pelo qual passamos: a perda da ética.
Todos os partidos - se tem corruptos - possuem gente honesta, ainda que pequena parte. Isso para não cairmos no equívoco do raciocínio por generalização.
Até quanto? O país ficará assim?

Leis, às pressas! Que pena! Eles ficaram cegos pelo poder e propinas, mesmo ganhando tanto. Perderam-se! Eles nos traíram.
Apegaram-se ao deus do poder, prazer e da riqueza.
O povo ficou em último lugar, talvez sem lugar, em um lugar abandonado.

"Como é triste a tristeza mendigando um sorriso
Um cego procurando a luz na imensidão do paraíso
O amor é feito de paixões
E quando perde a razão
Não sabe quem vai machucar" (Sinônimos - Zé Ramalho)

"Povo sofrido e marcado pela dor..."

"Somos todos amados - armados ou não..."

'É duro tanto ter que caminhar
E dar muito mais, do que receber."

"Meus olhos tão cansados e
Marcados pela dor
Não me importava mais a vida
Sem qualquer valor..."

"Todo mundo ama um dia, todo mundo chora,
Um dia a gente chega, no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história,
e cada ser em si carrega o dom de ser capaz,
e ser feliz..." (Ando Devagar - Zé Ramalho)

___________________

Chega
Silvio Brito
 
exibições
8.699
Eu queria ser o homem mais forte e poderoso da terra
Pra acabar de uma vez com a violência, com o ódio e com todas as guerras
Eu queria ser o homem mais rico, mesmo que por segundos.
Pra saciar toda sede e matar toda fome que ainda existem no mundo

Sonhava quando eu era criança ser um super-herói
Gostava de brincar de xerife e cowboy
De prender não somente barracos, mas também nos porões dos palácios os verdadeiros ladrões
Queria, mesmo que por um dia, ser o presidente
Da ONU, da OPEP ou de qualquer nação
Com um murro na mesa bem forte, expedir com firmeza uma ordem: Chega de corrupção!

Chega de ficar calado
De ver tudo errado
De só dizer sim
Seja o que Deus quiser
Mas eu não acredito que Deus queira assim

Chega de ficar parado
De ser enganado
De ter dó de mim
Seja o que Deus quiser
Mas não é possível que Deus queira assim

Chega de ficar calado
Chega de ficar parado
Toda vez que o bem se cala
A maldade fala
E o desamor se espalha

Eu queria quando criança ser o medico mais competente
Para curar finalmente as doenças do corpo, da alma e da mente
Eu queria ser o artista com muito mais espaço na mídia
Só mostrar o lado bom, positivo e o mais bonito da vida

Queria ser o advogado, mas só dos inocentes, dos povos carentes ou quem sabe um juiz
Pra lutar por justiça e verdade, ver surgir da coragem um país muito mais livre e feliz
Sonhava quando eu era criança com um mundo de paz, sem rancor, sem maldade, sem preconceito algum
Mas um mundo de paz só depende de nós
Pois nasce do amor e somente no tempo de cada um

(Mas então)
Chega de ficar calado
De ver tudo errado
De só dizer sim
Seja o que Deus quiser
Mas eu não acredito que Deus queira assim

Chega de ficar parado
De ser enganado
De ter dó de mim
Seja o que Deus quiser
Mas não é possível que Deus queira assim

Chega de ficar calado
Chega de ficar parado
Toda vez que o bem se cala
A maldade fala
E o desamor se espalha

(Mas então)
Chega de ficar calado
De ver tudo errado
De só dizer sim
Seja assim como Deus quis
Eu acho que Ele quis ver todo mundo feliz

Seja assim como Deus quis
Eu acho que Ele quis ver todo mundo feliz

https://www.letras.mus.br/silvio-brito/1737409/
______________________

Pra Não Dizer Que Não Falei Das Flores
Zé Ramalho

Álbum: Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores
Tradução inglêsTradução inglês
cifra Pra Não Dizer Que Não Falei Das FloresCifra


Caminhando e cantando e seguindo a canção
Somos todos iguais braços dados ou não
Nas escolas nas ruas, campos, construções
Caminhando e cantado e seguindo a canção
Vem vamos embora que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora não espera acontecer

Pelos campos a fome em grandes plantações
Pelas ruas marchando indecisos cordões
Ainda fazem da flor seu mais forte refrão
E acreditam nas flores vencendo o canhão

Há soldados armados, amados ou não
Quase todos perdidos de armas na mão
Nos quartéis lhes ensinam uma antiga lição:
De morrer pela pátria e viver sem razão

Vem vamos embora que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora não espera acontecer

Nas escolas, nas ruas, campos, construções
Somos todos soldados, armados ou não
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Somos todos iguais, braços dados ou não
Os amores na mente, as flores no chão
A certeza na frente, a história na mão
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Aprendendo e ensinando uma nova lição

Vem vamos embora que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora não espera acontecer

https://www.letras.com.br/ze-ramalho/pra-nao-dizer-que-nao-falei-das-flores
______________________________

Vida De Gado
Zé Ramalho
Tradução inglêsTradução inglês


Vocês que fazem parte dessa massa,
Que passa nos projetos, do futuro
É duro tanto ter que caminhar
E dar muito mais, do que receber.
E ter que demonstrar, sua coragem
A margem do que possa aparecer.
E ver que toda essa, engrenagem
Já sente a ferrugem, lhe comer.

Eh, ôô, vida de gado
Povo marcado, ê
Povo feliz
Eh, ôô, vida de gado
Povo marcado, ê
Povo feliz

Lá fora faz um tempo confortável
A vigilância cuida do normal
Os automóveis ouvem a notícia
Os homens a publicam no jornal
E correm através da madrugada
A única velhice que chegou
Demoram-se na beira da estrada
E passam a contar o que sobrou.

Eh, ôô, vida de gado
Povo marcado, ê
Povo feliz
Eh, ôô, vida de gado
Povo marcado, ê
Povo feliz

O povo, foge da ignorância
Apesar de viver tão perto dela
E sonham com melhores, tempos idos
Contemplam essa vida, com a cela
Esperam nova possibilidade
De verem esse mundo, se acabar
A arca de Noé, o dirigível
Não voam, nem se pode flutuar,
Não voam nem se pode flutuar,
Não voam nem se pode flutuar.

Eh, ôô, vida de gado
Povo marcado e,
Povo feliz
Eh, ôô, vida de gado
Povo marcado e,
Povo feliz

__________________

Cidadão
Zé Ramalho
 
https://www.youtube.com/watch?v=FtJjtwzQ56E

exibições
1.028.392
Tá vendo aquele edifício, moço?
Ajudei a levantar
Foi um tempo de aflição
Eram quatro condução
Duas pra ir, duas pra voltar

Hoje depois dele pronto
Olho pra cima e fico tonto
Mas me vem um cidadão
E me diz desconfiado
"Tu tá aí admirado?
Ou tá querendo roubar?"

Meu domingo tá perdido
Vou pra casa entristecido
Dá vontade de beber
E pra aumentar meu tédio
Eu nem posso olhar pro prédio
Que eu ajudei a fazer

Tá vendo aquele colégio, moço?
Eu também trabalhei lá
Lá eu quase me arrebento
Fiz a massa, pus cimento
Ajudei a rebocar

Minha filha inocente
Vem pra mim toda contente
"Pai, vou me matricular"
Mas me diz um cidadão
"Criança de pé no chão
Aqui não pode estudar"

Essa dor doeu mais forte
Por que é que eu deixei o norte?
Eu me pus a me dizer
Lá a seca castigava
Mas o pouco que eu plantava
Tinha direito a comer

Tá vendo aquela igreja, moço?
Onde o padre diz amém
Pus o sino e o badalo
Enchi minha mão de calo
Lá eu trabalhei também

Lá foi que valeu a pena
Tem quermesse, tem novena
E o padre me deixa entrar
Foi lá que Cristo me disse
"Rapaz deixe de tolice
Não se deixe amedrontar
Fui eu quem criou a terra
Enchi o rio, fiz a serra
Não deixei nada faltar

Hoje o homem criou asa
E na maioria das casas
Eu também não posso entrar
Fui eu quem criou a terra
Enchi o rio, fiz a serra
Não deixei nada faltar
Hoje o homem criou asas
E na maioria das casas
Eu também não posso entrar"

______________________

O Rei e o Ladrão
Sérgio Lopes
 
https://www.letras.mus.br/sergio-lopes/338060/

Meus olhos tão cansados e
Marcados pela dor
Não me importava mais a vida
Sem qualquer valor
Humilhado em uma cruz vendo
Ódio em cada olhar
Só queria ter mais uma chance
De recomeçar
Tentei num grande esforço
Contemplar na outra cruz
Quem era aquele homem que
Chamavam de Jesus
Que comigo dividia ali solidão,
Vergonha e dor...
Porque tantos lhe odiavam e
Outros lhe davam amor?!

Teu olhar me fez estremecer
E crer que ali estava o próprio
Deus
Pude esquecer minha dor
Tinha ao meu lado um Rei
Morrendo por falar de amor
Na luz do teu olhar, senti o teu
Perdão
Lavaste com teu sangue meu
Coração
Sei que este amor não tem fim
Creio que és filho de Deus
Ninguém jamais me olhou
Assim
Quando entrares no teu reino
Lembra de mim.

Teu olhar me fez estremecer
Em meio a tanta dor tentando
Me dizer:
"Eu te escolhi, filho meu
Ainda hoje no paraíso comigo
Estarás."
J B Pereira e https://istoe.com.br/hora-juizo-final/
Enviado por J B Pereira em 28/10/2017
Reeditado em 28/10/2017
Código do texto: T6155961
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2843 textos (1581150 leituras)
35 e-livros (542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/05/21 23:57)
J B Pereira