Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EXISTÊNCIA

No tempo em que tudo muda, precisamos evitar o esnobismo, as falsas notícias e apelarmos para que, desesperadamente, sejamos honestos e coerentes com a situação atual: a pandemia.
Situação que passa além do ponto necessário ao nosso bem estar, através do confinamento que inevitavelmente se estenderá, sem estimativa de prazo para ser encerrado. Nas palavras de Pedro Du Bois, “O afastamento carrega dúvidas / inconstantes. O lamento / é a luz do encontro”.
A verdade é dolorosa, mas contribui para encararmos a realidade ao demonstrarmos honestidade e dignidade em nossos atos, com controles sem preconceitos e desaforos, por exemplo, de que a culpa é dos idosos, o que não corresponde à verdade, pois, eles também são vítimas do vírus.
As informações variadas, díspares e contraditórias sobre a pandemia, geram confusões sobre o certo e o errado; só a verdade esclarece o perigo do Covid-19. Pedro Du Bois reflete, “O sentido de estar: / obscuro / o inaudito / repassado em / lágrimas”.
Não precisamos ser vítimas das nossas ambições e, sem buscar as melhores ações, visarmos apenas os lucros financeiros.
Em tempos de pandemia não devemos “emburrecer” com arranjos exibicionistas, nem dar ouvidos às mediocridades.  Ainda para Pedro Du Bois, “O inexistir da vida / nos olhos opacos / limitam a convergência. // Ideias distanciadas / em realidades”.
Precisamos estar conectados com a gravidade do problema, concentrados em encontrar soluções para restabelecer a normalidade em nossas existências.


Tânia Du Bois
Enviado por Tânia Du Bois em 11/05/2020
Código do texto: T6944274
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Tânia Du Bois
Balneário Camboriú - Santa Catarina - Brasil, 63 anos
415 textos (50070 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/08/20 17:59)
Tânia Du Bois