Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que labutar faz

Com o tempo se deve trabalhar para se alimentar e ser feliz. O coração de cada ser humano sendo homem ou mulher tende a perseverar a lutar pelo pão de cada dia, um lavor e louvor santo. De mãos dadas com o bom Deus somos chamados a enfrentar as filas de emprego e de fome que abastecem as cidades com muitos problemas decorrentes. O que labutar faz é ser trabalhador honesto e com sentimentos puros de coração que quer vencer sendo verdadeiro e todo o labor desfrutado sem temer o pecado que possa se acometer. O amor pela escrita é vencer o labor com muito trabalho árduo e frondoso. E o sentimento de querer vencer estudando e trabalhando é o labutar que o faz. Seja jovem e adulto somos convidados por Deus a trabalhar na lavoura da fé e na videira fértil do amor de Cristo pelo mundo. E precisamos através de um bom coração servir a Deus em cada parcimônia de verdade e bondade. E cada minuto, hora, dia ou anos é tentado a resvalar e até errar, mas a verdade na fé nos torna filhos e filhas muita amados pelo Criador. A poderosa arma contra a procrastinação é o apegar-se com o coração de Jesus como seu pai, o carpinteiro nazareno a nutrir uma profissão digna e honesta com toda a persuasão. Coração forte é de trabalhador forte também. E Nossa Senhora foi a santa dos lares, mãe unívoca e fiel em seu coração. E amou muito a Jesus seu filho modesto, bom, honesto e puro sem mancha ou mácula nenhuma. Ele Jesus é o novo Adão trazendo o perdão de todos os nossos pecados e condimentando mostrar a vida eterna para quem a procura ser baluarte do Divino Pai Eterno. E somos agraciados com perdão do divino amor de misericórdia celeste e única. Somos todos os dias apresentados ao Pai do Amor Eterno com o chagar de nossas faltas e pecados. Como a mãe labora todos os dias no seu lar, o filho labora estudando e trabalhando e o pai o exemplo de família e semblante unigênito de fé, casta castidade e caridade única. O labutar que nos faz amar e perdoar e sentir o perdão são unir-se com Deus no amor pelo próximo e na luta contra o pecado venial e grave. Somos sentimentos de versos de paz e acalanto e pranto de fé mostra a paz celeste dentro de nossos corações. Não deixar jamais de trabalhar de oficio realizar, e do dia a dia pela fé abraçar o amor e fel jogar fora de nossas lavouras. A plantação de fé encharcada de versos de amores de virtudes certas e reais nos traz mais ao acalanto e amor diverso. A labuta que o amor nos traz é respeitar o cada próximo com amor e nutrimento de fé. E o perdão pedido tem de ser doado como forma de respeito e palavras certas. Hoje labutei, amanhã labutarei e até o dia de minha partida trabalharei como todo o povo humano deve ser e consistir em persistir em ser sempre fiel a toda a igreja com um amor que não termina, não cessa, não acaba, mas amar a Deus sobre todas as coisas e o próximo com a ti mesmo. Isso sim é labutar de verdade e o pagamento é servir a Deus com todo ao amor. Pelo maior amor tem ardor.
Gumer Navarro
Enviado por Gumer Navarro em 01/09/2019
Código do texto: T6734657
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Gumer Navarro
São Paulo - São Paulo - Brasil, 37 anos
7137 textos (22475 leituras)
1 e-livros (12 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/03/21 22:45)
Gumer Navarro