Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Leão e o Sapo

O sapo pulou fora d'água, inspirou fundo, encheu os peitos e exclamou em alto e bom som: Vim habitar o mundo!
Habitar o quê? Perguntou o leão que passava sorrateiro.
O mundo...  Balbuciou, sem jeito, o sapo ao ver aquele mastodonte à sua frente.
Mas isso já foi feito ó seu...  Relutou o felino.
Sapo! Completou o batráquio.
Pois é seu sapo, continuou o leão: Há muitos e muitos anos que nossos antepassados saíram da água e vieram habitar os continentes. Tempo bom aquele! Havia harmonia por todos os lados. Todos viviam naturalmente até que apareceu o primo chamado de homem. Aí foi o caos. Ninguém mais se entendeu.
Ele depredou tudo. Inventou a guerra e rumores de guerra. Inventou até novos tipos de amor: Amor aos primeiros lugares e ao de ser chamado Rabi. Até eu, que era o rei, perdi a coroa.
As coisas, por aqui, ficaram de tal modo que muitos resolveram voltar para água, tais como os nossos compadres golfinhos e comadres baleias.
Portanto te aconselho a voltar para água o quanto antes. Pois bem sabes o que o suposto primo fará contigo se te pegar aqui fora d'água. Costura tua boca, em ritual, com um bilhete dentro e te enterra vivo.
Se assim o é, por que os demais não voltam para água também? Indagou o batráquio.
É que nos tivemos a visita do primogênito verdadeiro, conhecido por o Filho do Homem – frisou o leão. Ele veio e viu a situação terrível em que estávamos. Mandou até construir uma arca e nos colocar dentro. Em seguida provocou as precipitações das águas do Dilúvio. Porém quando estas águas baixaram tivemos que pisar o solo novamente. Não obstante Ele disse que voltará e porá todas as coisas em ordem.
Deixou escrito o que disse:

"O lobo habitará com o cordeiro, e o leopardo se deitará junto ao cabrito; o bezerro, o leão novo e o animal cevado andarão juntos... A vaca e a ursa pastarão juntas, e as suas crias juntas se deitarão; o leão comerá palha com o boi." (Is. 11:6, 7).

Confio nele e espero, finalizou o leão.
E o sapo pulou de volta à água.
Edmilson N Soares
Enviado por Edmilson N Soares em 15/04/2019
Código do texto: T6623755
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edmilson N Soares
Paulista - Pernambuco - Brasil, 73 anos
156 textos (4549 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/05/19 20:16)
Edmilson N Soares