Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mesmo se o Lula fosse o maior corrupto do Brasil, seria preso político.

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

LVII - ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória, em ultima instância pelo Supremo tribunal.

O Supremo por meio de uma falsa hermenêutica mudou a exegese do transitado e julgado em última instância objetivando a prisão do Lula.

Em  primeiro lugar o Supremo não tem como função mudar as leis, tão somente o Congresso, portanto, a prisão em segunda instância é o resultado do abuso do poder do próprio Supremo.

No uso equivocadamente  da hermenêutica, naturalmente que existem países em que a prisão se efetiva em segunda instância,  quando o Estado é unitário ou não existe  pacto federativo.

Quando o pacto é federativo no caso específico do Brasil, a prisão em segunda instância destrói o ordenamento geral da justiça.

Desse modo, a interpretação errônea hermenêutica destruiu o próprio pacto federativo.

A pergunta fundamental,  por que só a prisão pode ser em segunda instancia e não todos os ordenamentos jurídicos, a ideologização  política do direito.

Exatamente por esse motivo, mesmo se Lula fosse o maior bandido do  Brasil, é apenas  preso político, pois não foi julgado em sintonia com ordenamento geral constitucional.

Por que tanta pressa em prender o Lula, o processo mais rápido da justiça brasileira, passando na frente de diversos outros processos, sendo mais rápido do que uma ação de despejo.

Objetivo de prender o Lula, evitar que ele fosse o Presidente do Brasil, desse modo, a extrema direita ganhou o poder, o Brasil vive um momento caótico, sem futuro político e econômico.

Se existe uma instituição culpada pelo o que Brasil vive é o Supremo, pela interpretação errônea da prisão em segunda instância.

A justiça precisa ser justiça, se  envolver com ideologia politica, destrói indiretamente o Estado Democrático de Direito, exatamente, o que está acontecendo com o Brasil.

O Supremo errou, agora tudo pode inclusive o impeachment dos membros do Supremo.

Lógico que a cassação dos membros do Supremo, significa a nomeação de juízes de extrema direta, para solidificar o Estado político extremista de direita, mesmo assim, o Supremo não é solidário em si para evitar o pior para a  nação  brasileira.

Pobre Brasil é o fim da nossa civilização.

Edjar Dias de Vasconcelos.
 
Edjar Dias de Vasconcelos
Enviado por Edjar Dias de Vasconcelos em 19/08/2019
Reeditado em 19/08/2019
Código do texto: T6723777
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edjar Dias de Vasconcelos
São Paulo - São Paulo - Brasil
2911 textos (464712 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/19 00:08)
Edjar Dias de Vasconcelos