Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma análise de como é produzido a riqueza.

Existem duas formas de riqueza, natural e artificial, o que é a riqueza natural, aquela que resultou da origem da matéria e sua evolução.

Entretanto, a verdadeira riqueza denominada de artificial produzida pelo trabalho.

Com efeito, os únicos que produzem riqueza são os trabalhadores, transformando a riqueza natural em artificial, hoje através do mecanismo da Revolução Industrial.

Desse modo, como surgem pobres e ricos, quando  a forma real da produção é o trabalho.

A pobreza é um fenômeno político institucionalizado pelo Estado, o operário é transformado em pobre através da extração da mais valia, ou seja, o salário não pago em consonância com o valor real da mercadoria.

Sendo assim, o expropriador da mais valia não é merecedor da riqueza, pois os bens foram extraídos dos verdadeiros produtores da riqueza.

Portanto, toda forma de acúmulo seja qual for a natureza, é em  essência criminosa, por essa lógica o rico roubo do pobre.

 Porém, toda forma de roubo é entendido como uma questão não politica, todavia ética religiosa, o verdadeiro ladrão é o pobre.

Desse modo, a  corrupção é institucional, no entanto, tudo que é institucional não é crime por ser legal.

Sendo assim, a moralidade é falsa em si mesma, o Estado tem natureza de organização criminosa, sobretudo, quando fundamenta em certas ideologias contrárias  ao direito dos trabalhadores.

Quem são realmente os criminosos, aqueles que têm o aparato do Estado em mãos.

Existem diversos aparatos de Estados ideológicos, o pior deles o neoliberal, pois tem como objetivo tirar dos verdadeiros produtores da riqueza o direito de ter a  riqueza.

O Estado é uma organização política institucional em mãos dos dominadores, querem  o Estado para amparar os crimes praticados pela livre iniciativa.

Sendo assim, o Estado liberal ou neoliberal não têm como objetivo, amparar a sociedade, entretanto, a elite econômica, cuja finalidade,  a produção dos  pobres.

Fundamental entender o Estado como organização criminosa de elite, tanto maior será,  quanto mais neoliberal for, tanto menos criminoso quando proteger a divisão da renda.

Politica implanta por Estados sociais liberais.

Edjar Dias de Vasconcelos.

Edjar Dias de Vasconcelos
Enviado por Edjar Dias de Vasconcelos em 10/08/2019
Reeditado em 10/08/2019
Código do texto: T6716943
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edjar Dias de Vasconcelos
São Paulo - São Paulo - Brasil
2952 textos (488988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 17:20)
Edjar Dias de Vasconcelos