Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A direita cercou o Supremo, a estratategia destruir refutações, do mesmo modo, que fizeram com o Lula.

O Supremo  está cercado não pela esquerda, todavia, pela direita.

O verdadeiro objetivo constranger os Ministros do Supremo,
por meio da  destruição de reputações.

O que estão fazendo com  Dias Toffoli,  Gilmar Mendes, agora com Alexandre de Morais.

Uma pressão terrível através  das  redes sociais.
São dois os objetivos,  primeiro,  evitar que seja revisto a prisão em  segunda instância.

Por outro lado, a direita pentecostalizada não quer que o Supremo posicione civilizadamente a respeito das questões culturais morais.

O que estão fazendo com o Supremo,  o mesmo que fizeram com  Dilma e Lula,  são as mesmas forças politicas.
A destruição do Supremo é a total destruição da democracia.

O direitismo deseja  através de um possível impeachment, substituírem  membros do Supremo,  por juízes conservadores e moralistas.

Parte da sociedade é cínica, se quer a prisão na segunda instância,  então que  os demais aspectos do direito sejam na segunda instância.
Sejamos racionais e lógicos.

Segunda instância só para manter o Lula preso, que mude a natureza jurídica do Supremo.

Que o congresso faça a mudança,  via reforma Constitucional do direito,  altere o artigo cinco da Constituição Federal.

Ninguém será considerado culpado até o transito  em julgado de sentença final condenatória.

Portanto,   mude o artigo 283, do Código do Processo Penal.
O que define o referido artigo.
As prisões só podem ocorrer após o trânsito em Julgado.

Qual o significado epistemológico do transito em julgado,
quando não couber mais recurso no processo.

Com efeito, a prisão na segunda instância é inconstitucional, o Supremo dividiu entre os  Ministros,  fragilizou perante a sociedade conservadora.

Se o sociedade quer a prisão na segunda instância, que faça Reforma Constitucional,  mudando a Constituição Federal.

Não pelo casuísmo reacionário, quer a segunda instância para manter a prisão do Lula.

Todavia as demais situações do direito  prevalecem   em  última instância.

O que estão fazendo com o Supremo, é uma guerra política ideológica e reacionária.

Se o Supremo não ceder as ideologias de direita, terá a imagem destruída, como  fizeram com imagem  do Lula.

O direitismo vence destruindo as reputações.

Edjar Dias de Vasconcelos.
Edjar Dias de Vasconcelos
Enviado por Edjar Dias de Vasconcelos em 17/04/2019
Reeditado em 17/04/2019
Código do texto: T6625431
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edjar Dias de Vasconcelos
São Paulo - São Paulo - Brasil
2854 textos (418306 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/07/19 20:20)
Edjar Dias de Vasconcelos