Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A base das Virtudes e Sentido - Análise breve do termo 'Enkrateia' (Sócrates e seus discípulos: Platão, Isócrates e Xenofonte) e da obra: Em busca do Sentido, FRANKL, Viktor. Fundador da logoterapia.

 O ego é algo que precisamos dobrar, e não ele a nós. Esse é o sentido da Enkrateia, aprender a dominar o nosso eu, aprender a dominar as nossas paixões. Segundo os discípulos de Sócrates: Platão, Isócrates e Xenofonte, quando fizeram uma releitura do termo Enkratês que significava: a possessão sobre algo ou alguém. A Enkrateia para Xenofonte, é a base de todas as virtudes. E de fato, é uma virtude dominar os nossos instintos.
Eu estou extremamente feliz, apesar do cenário parecer não favorável no momento. As vezes custa muito a gente compreender o que não é nosso, o que é trivial e o que é eterno. Coisinhas deste mundo que não podem alterar a essência do meu espírito, não vão me fazer padecer. Eu não estou num cenário de guerra, não estou em um campo de concentração entre 1933 e 1945 em Auschwitz, na Polônia. Se eu disser que o que eu passo aqui é sofrimento, seria um insulto à memória das pessoas que foram exterminadas, não tem ninguém forçando o meu trabalho ou explorando a minha mão de obra como era com eles, até agora não me levaram a uma câmara de gás, não estou vivendo em condições sub humanas... Não estou presa. Eu não posso comparar a dor deles com o que já vivi. Aquele livro: em Busca do sentido de Viktor Frankl que estou lendo, se refere justamente a vida e experiência dele como um interno no campo de concentração. Ele decidiu escrever sobre sua jornada no período em que esteve preso, e o que vem dizer em seu livro é justamente as pessoas que com ele estavam, sobre um olhar visto de dentro no que diz respeito a atitude de cada um, a escolha de cada um, visto o que estava por vir. E ele concluiu que nos alojamentos do campo de concentração, poderia ser tirado de um homem o seu último pedaço de pão, entretanto a única coisa que ninguém pode tirar dele é o poder da escolha, a atitude final que é uma decisão única e exclusiva do indivíduo. E aquilo em que nos agarramos para dar um sentido a nossa vida, algo que motive a permanência da nossa existência. Que preencha! Tudo o que Viktor Frankl desejava profundamente era o seu cotidiano de volta, mesmo com os problemas, mesmo com as tristezas, ele trocaria com certeza aquele cenário caótico, por seus dias normais ao lado da sua esposa, e sua família que infelizmente morreram em todo esse processo... O cotidiano de volta... Ele buscou um sentido para continuar lutando por sua vida.
Enfim, e mais poético que tenho aqui é o fato de que eu não preciso sair daqui, ir embora para me agarrar a um sentido, isso eu já tenho que é meu filho. Também não precisa eu cruzar as portas com malas, quando uma decisão já foi tomada, isso seria apenas um símbolo. Só posso dizer que pode parecer que não, mas eu já fui embora e já me vejo lá fora construindo a minha felicidade e a do meu pequeno menino. E sei que o sucesso seguirá os meus passos.  Eu desejo que você seja feliz e que você tome atitudes que te faça ser otimista, mesmo no trágico. As vezes é difícil saber o que queremos, mais fácil é saber o que não queremos e buscar viver a vida a partir disso já é meio caminho andado. Eu decidi não mais viver a minha vida ligada a coisas que vão virar poeira, eu anseio o que é eterno. Preciso estar ao lado de pessoas que compactuem da mesma visão de vida, sendo sincera comigo mesma e sem machucar quem quer que seja.
Sâmya Costa
Enviado por Sâmya Costa em 11/10/2019
Reeditado em 11/10/2019
Código do texto: T6766421
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
Sâmya Costa
Campina Grande - Paraíba - Brasil
200 textos (9840 leituras)
2 áudios (325 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/19 06:52)
Sâmya Costa