Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


 
Eu quem sou!?
 
Nota de Rodapé! : O poema "Eu sou..."  foi escrito no início dos anos "70" do Século passado, e me serviu de "Prólogo" ao meu livro de Poemas de Angola original "Eu, O Pensamento, A Rima!" - Por sugestão de Amigos e Camaradas da EAMA daquele tempo, eu o transcrevo aqui na integra original da minha autoria:
-  Poema de Abertura: Quem sou eu!?
Eu sou!?...
Eu sou aquilo que sou,
E não aquele que querem que eu seja!
Não me importa o ângulo por onde me veja...
Foi Deus que disse; assim seja.
 
Eu sou aquilo que sou,
Aquilo que ninguém me fez ser...
Eu sou aquilo que sou e serei até morrer!
Foi Deus que disse; é este o Meu Querer.
 
Não quero ser outro qualquer,
Nem me façam ser de outro jeito...
Porque eu sou assim cá dentro do peito!
Foi Deus que disse; está feito.
 
Na alma e no coração...
Eu sou aquilo que eu sou,
- E disso eu não abro mão, e está encerrada a questão!
Foi Deus que disse; é este o teu condão.
 
Eu sou aquilo que eu sou,
Enquanto o meu ser me sustenta,
Este corpo de cor incolor quase isenta...
Foi Deus que o disse; quando me deu água benta.
 
Transparente a todos vós,
Trago genes dos meus avós,
Que já passei aos meus filhos,
Foi Deus que disse; aqui tens os teus cadilhos.

- Iguais serão os meus Netos!
Que vão em busca dos trilhos,
Que vivem o seu teorema,
A quem deixo este poema,
E... em herança dos meus afetos.
 
Eu sou aquilo que sou...
E não aquilo que fui, nem aquilo que eu quis ser.
Já esqueci o passado... sou só eu aqui ao meu lado!
Foi Deus que me fez assim moldado.
 
Eu!?... Quem sou?...
Olhai... eis-me  aqui no início!
O Princípio de mim mesmo, enfim! ...
- Em suma, estou eu aqui no começo dos começos dos meus muitos “eus”!
 
Autor: Silvino Dos Santos Potêncio
Emigrante Transmontano em Natal/Brasil
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 16/12/2018
Código do texto: T6528278
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Silvino Potêncio
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 70 anos
472 textos (57977 leituras)
1 áudios (168 audições)
1 e-livros (576 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/01/19 11:23)
Silvino Potêncio

Site do Escritor