Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LEGISLAÇÃO DA IMPUNIDADE

Poeta Cypriano Maribondo – cmgtpoeta@yahoo.com.br – 04/12/2018

Aqui os bandidos estão agradecendo
Uma legislação quem lhes dá impunidade.
Do ECA à Audiência de Custódia.
Infelizmente para nós é a verdade.
Estas Leis brasileiras, uma vergonha.
Nós cidadãos continuamos sofrendo
Com os assaltos sequestros e até a morte.
Impunimente a marginalidade vai crescendo.
Aqui no Brasil somos entregues à própria sorte.

Dependendo dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.
Estamos num País sem rumo, sem Justiça e sem Lei.

Com as benesses dos DIREITOS HUMANOS.
Uma legislação fraca, protetora de bandidos.
Somente DEUS pode ao nosso povo proteger.
Temos que rezar muito para sermos atendidos.
O nosso policial até cumpre o seu dever.
Depois os JUIZES, pela legislação, protegidos.
Indulta o bandido, na Audiência de Custódia.
Assim, Policiais e Cidadãos ficamos desprotegidos.

E novamente assustados, nós vamos trabalhar.

Esperando um novo assaltado a cada dia.
Com fé em DEUS para nossa casa retornar.
A salvo, para nós brasileiros será uma alegria.

Assim vivemos nós cidadãos honestos

Buscando e clamando por uma opção.
A injusta LEI que é a salvadora dos bandidos.
Na hora que eles são presos lhes dão proteção.
Dia a dia nós somos todos esquecidos
Ignorados pela lei que devia nos proteger.
Depois do ECA e da AUDIENCIA DE CUSTÓDIA.
Os policiais prendem e não sabem o que fazer.
Logo a bandidagem está de volta às ruas.
Até parece que a polícia enxuga gelo.
Trabalham e lutam, mas de nada adianta.
Retornam para ver os bandidos de volta.
Indultados por um JUIZ sem coração.
Aqui vai, da polícia e do povo, a nossa revolta.

Deus, fazei com que nosso povo sobreviva.
Outro dia de terror e de muita aflição.

BRASIL, nós pedimos, mostra a sua cara.
Reforme esta injusta e arcaica legislação.
Acabe o ECA e a AUDIÊNCIA DE CUSTODIA.
Somos reféns, vivemos sem a proteção.
Ipiranga, volte a ouvir o brado forte.
Livra o teu povo heroico de tanta humilhação.
Poeta Maribondo
Enviado por Poeta Maribondo em 04/12/2018
Reeditado em 04/12/2018
Código do texto: T6518785
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Poeta Maribondo
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 68 anos
601 textos (123977 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 17:34)
Poeta Maribondo