Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POUCO (Série Reflexiva Mente)ROBERTA LESSA

O ELO E A CORRENTE
Contente, o elo absorvido na corrente não se percebe: emburrece.
Distante, o elo atado na corrente não se vê parte: permanece.
Teso, o elo aprisionado na corrente não se sente: entorpece.
Relapso, o elo obediente na corrente não se abarca: fenece.
Difuso, o elo ancorado na corrente não se solta: entristece.
Mudo: o elo embrutecido na corrente não se basta: emudece..
Coerente: o elo expatriado na corrente não se mira: desvanece.

Na corrente nada se torna irreverente, pois a arte é morta cordialmente.
Para corrente nada há de ser diferente, pois o sentir é tolhido permanentemente.
Em corrente nada se liberta literalmente, pois o ser é diluído diuturnamente.
Por corrente nada se desafoga acidentalmente, pois o criar é inimigo eminente.
Porque corrente nada se torna vertente, pois o mover é mutilado literalmente.
Em corrente nada se torna fluente, pois o diferente é fadado ao ausente.Há corrente que aprisiona mais a mente que o corpo.
 
Roberta Lessa
Enviado por Roberta Lessa em 13/10/2017
Código do texto: T6140978
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Roberta Lessa
Piracicaba - São Paulo - Brasil
3386 textos (21205 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 17:01)
Roberta Lessa