Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Contos nublares #009: DE VOLTA A ONIRÓPOLIS

Há tempo que não vinha aqui.
Como é bom estar de volta.
Na entrada, nos Portais Eternos, uma inscrição em legítimo Onirês:

"Se haiom moia iafei. Hamoia ash far-El. Ki ze semê samsimei.
Iashme shal ki se-El bim".

De fato, tem tudo a ver. "Hoje é um lindo dia. O dia que o SENHOR fez. Por isso estou alegre. Eu tenho paz por que o SENHOR é bom". Assim, resolvi estudar mais essa belíssima língua. Que sonoridade! Lembra um pouco hebraico, um quê de português e alguns empréstimos de outros idiomas. Quem sabe não teria sido esta a origem de todas mais? Em Onirópolis tudo é possível.

Grata surpresa, ao encontrar a Poetisa Aíla Brito, nova vizinha e concidadã oniropolitana, dois números acima de nossa chácara. Susana e eu fizemos uma visita de boas-vindas. Aíla nos mostra uma poesia ainda inédita na língua local. _ Super criativo! AMEI. Parabéns; genial sempre! _ Diz Aíla toda empolgada.

          Haiom laramê shamei!
          Nha moía Iafiafei
          Vamê larará ki nha shal.

Ouso traduzi-lo, não sem receio de o macular em sua essência.

          Hoje, canto de alegria!
          Meu dia é muito lindo.
          Vou cantar por minha paz.

_ Que lindo, Aíla! _ Comenta Suzana. _ Você teceu a capricho.

No solar a pouca distância do nosso, Maria de Jesus, após podar suas avencas nublares, colher nublar-rosas e colocá-las num jarro na varanda, traz sua sanfona e senta-se no balanço sob o caramanchão de maracujá em flor, solta sua canção favorita cantando em Onirês, Saudade do Matão.

          ANIMISITO AV BUSCH

          Pur halom aimê haiai
          Av dolo ash elastic
          Lozê knu hasenti ki doemê elastic.
          Moia far hasciel vazê
          Qaton flora alla.
          Hakol mazol travazme gadilaiai.

Sob essa maviosa execução, subimos no dorso de uma suave brisa e eis-nós de volta ao aconchego do meu lar. Chegamos! Ah, LAR-DOCE-LAR! Não há melhor lugar para estarmos. Inspirado, vocalizo um canto onírico:

         Sê nha shamei  transisito,
         Far nha moia bimluzinco...
         Lovamê latá av lalará.

Suzana, segue, no mesmo ritmo e tom, versando em Português:

         Minha alegria transparece,
         Faz meu dia mais brilhante...
         Não vou parar de cantar.

                                          ************
                                            **********
                                               *******
                                                 *****
                                                   ***
                                                     *

   *******************************************************

Assim, me dispus a catalogar o que pude os traços deste idioma. Isto foi o pouco que consegui hoje (Vê pequeno glossário no final desta página).

                     DICIONÁRIO DE ONIRÊS - PORTUGUÊS
Meút - bem, muito
Meút bim! - Muito bem!
Bim meút! -  Muito bom!
Meút-vinit! Bem-vindo!
Né - sim
Tonse - então, assim
Ochi - não
Hal - oi, olá, alô
Tubim - Tudo bem
Comvatê - Como vai você
Vabim, shara! - Bem, obrigado!
Vetê? - E você?
Lesê - Ser, estar
Semê - eu sou
Setê - você é
Selê - Ele é
Selá - Ela é
Senu - Nós somos
Setu - vocês são
Selu - Eles, elas são.
Gutô - bom, gostoso
bigutô - muito bom
Arg - ruim, horrível
Rumrum - pois é, pois sim
Anram - certo, com certeza
uhu - uau
Nha - meu, minha
Tue - teu, tua, de você
Nue - nosso,
Tetue - de vocês
Lelue - deles, delas.
Lavá - ir
Vamê - eu vou
Vatê - você vai
Valê - ele vai
Valá - ela vai
Vanu - nós vamos
Vatu - vocês vão
Valu - eles vão
Lavini - Vir
Vinimê - eu vou
Vinitê - você vai
Vinilê - ele vai
Vinilá - ela vai
Vininu - nós vamos
Vinitu - vocês vão
Vinilu - eles vão
Vinit - vindo
Passado - prefixo 'tra'
Futuro - mesofixo 'sha'
Laish - ter, haver
Ishmê - eu tenho
Ishtê - você tem
Ishlê - ele tem
Ishlá - ela tem
Ishnu - nós temos
Ishtu - vocês têm
Ishlu - eles tê,
laloish - não ter
Loishmê - eu não tenho
Loishtê - você não tem
Loishlê - ele não tem
Loishlá - ela não tem
Loishnu - nós não temos
Loishtu - vocês não têm
Loishlu - eles não têm

Lalará - cantar
Laramê - eu canto
Laratê - você canta
Laralê - ele canta
Laralá - ela canta
Laranu - nos cantamos
Laratu - vocês cantam
Laralu - eles cantam

Meom - homem
Mina - mulher
Uiom - velho
Uiomina - velha
Cué - bebê
Nishom - menino
Nishmina - menina
Uom - rapaz
Uomina - moça
Mehompa - esposo
Minama - esposa
Ompa - pai
Mima - mãe
Uipa - avô
Uima - avó

Buni - bonito, bonita
Arrei - feio
Haiom - hoje
Traiom  - ontem
Iomsha - amanhã
Roshiom - manhã
mediom - meio-dia
shamediom - tarde
dormai - noite
medormai -meia-noite
Haiom – hoje
Moia - dia
Iafei – bonito, lindo belo.
Iafiafei – Muito lindo
Loiafe - feia
Lafar – Fazer
Ze – isso.
Ki – por, porque
Laki - Por quê? Para quê?
Shamei – Feliz
Samsimei – muito feliz
Loshmei - Infeliz
Paz - Shal

Lablum - Criar, inventar.
Blummê - eu crio
Blumtê - você cria
Blumlê - ele cria
Blumlá - ela cria
Blumnu - nós criamos
Blumtu - vocês criam
Blumlu - eles ou elas criam

Blumisito - criatividade
Isito - idade
Shameisito - felicidade
Bimisito - bondade
Lobimisito - maldade
Havá - amor misericórdia
Havaisito - caridade
Transisito - sinceridade, transparente
Or - luz
Orisito - claridade
Loor - escuro, trevas
Loorisito - escuridade, escuridadão

Laorê - luzir, brilhar
Oremê - eu luzo, brilho...
Oretê - você luze
Orelê - ele luze
Orelá - ela luze
Orenu - nós luzimos
Oretu - vocês luzem
Orelu - eles ou elas luzem
Tá - Basta! Pare!

Latá - parar, bastar-se
Tamê - eu paro
Tatê - você pára
Talê - ele pára
Talá - ela pára
Tanu - nós paramos
Tatu - vocês param
Talu - eles, elas param

Luzinco - brilhante

Onirorbis - Onirópolis
Bis - de novo,outra vez
Zum - qualquer um
Zunzum - muitos uns (multidão)
Zip - coisa, algo
Lazip - fechar
Trazip - abrir
Zas - zas, rápido
Letras, otiot
Lanaps - pensar
Napsmina - musa.
Otnapsei - poesia

Preposições:

As preposições podem ser de dois tipos:

1. Preposição essencial: sempre funciona como preposição.
   Exemplo: a,  ante, após, até
            at, tra,  psa,  fim

Exemplo:
a,  ante, de, por, com, em,            sob,  até
at, fas,  du,  pur, av,    dans,   on,  baj,  fim
                                   
com, conforme, contra, consoante, de, desde, durante
av,    isofor,       tracon, soniso,      du, pardi, metemp

em,                   exceto, entre, mediante, para, per, perante
dans,    on,        ut,        int,     viés,         dest, pur, facepur,
dentro, contato
por,  pós, salvo, sem,  segundo, sob, sobre, trás
pur, aft,   or,     loav,  seg,        und, bre,    tras


Numerais:
1   2   3    4    5    6    7    8      9    10
ni, di, tri, tit, fai, ik, hib, dutit, nif, diq,
20     30     40     50      60    70       80       90     100
dina, trina, titna, faína, ikna, hibna, duitna, nifna, hand

11,    12     13      14      15      16     17      18       19
diqni, diqdi, diqtri, diqtit, diqfai, diqik, diqhib, didutit, diqnif...

21       31        41        51    61      71           81         91
dinani, trinani, titnani, faini, iknani, hibnani, duitnani, nifnani...
Alelos Esmeraldinus
Enviado por Alelos Esmeraldinus em 20/03/2017
Reeditado em 26/03/2017
Código do texto: T5946660
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alelos Esmeraldinus
Gama - Distrito Federal - Brasil, 66 anos
3491 textos (135533 leituras)
168 áudios (9378 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/03/17 23:43)
Alelos Esmeraldinus