Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Era assim no Tempo do Salazar, parece um sonho, mas não era. Havia poucas escolas, em vilas e aldeias estudar só era possível até à alfabetização, quatro anos de escola primária. Ir além impossível, só filhos e filhas de gente rica que podiam custear as despesas fora dali. Ou seja, era um jeito de manter as castas: pobre vai ser pobre sempre, o máximo a que podia aspirar era ser
empregado desses ricos senhores, ou contentar-se com uma agricultura de 
subsistência sem ajuda alguma de governo nenhum.
      Sabem o que aconteceu? A juventude deu de debandar, para a França, para o Brasil,  para a América para onde dava.
    Ali ficaram os tais ricos e os velhotes. A região hoje está em vias desertificação, há aldeias que só têm um ou dois moradores.
   Crianças há muito tempo que deixaram de nascer por ali, só os dos ricos, mas que agora, sem empregados,   ficaram bem menos ricos.
   Terras sem braços que as trabalhem não geram riqueza nenhuma.
        Agora os filhos da diáspora até voltam para ajudar os pais como podem.  enfim,  aquilo virou um paraíso para se passarem umas boas férias longe do atropelo das grandes cidades. Num ambiente quase medieval, festas ao estilo medieval, vida medieval em todos os sentidos, é como uma volta ao passado, mas agora sem as angústias de outrora.
Lita Moniz
Enviado por Lita Moniz em 01/05/2017
Reeditado em 01/05/2017
Código do texto: T5986645
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Nenhum texto de minha autoria poderá ser utilizado sem que a este esteja vinculado o nome do autor Lita Moniz). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lita Moniz
Praia Grande - São Paulo - Brasil
1609 textos (34642 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 00:58)
Lita Moniz